• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021

Corpo de cantor sertanejo é encontrado dentro de carro em BH
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quinta-feira, 23 de Setembro de 2021

Uma boa série? Vosso Reino, na Netflix

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > polícia > segurança pública

Polícia - Segurança Pública

 

Terça-feira, 14 de Setembro de 2021

Mais de 80% dos presos injustamente por reconhecimento fotográfico são negros

Foto Agência Brasil
Foto Agência Brasil


O caso chocante de um jovem mantido preso no Rio com base em um reconhecimento de fotografia quando tinha 14 anos de idade fez as autoridades quebrarem o silêncio cúmplice. A Defensoria Pública fez um estudo que revela algo espantoso: considerando as prisões irregulares em decorrência de reconhecimentos fotográficos equivocados realizados em delegacias brasileiras, 81% das vítimas são negras, mostra um levantamento feito pela Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPRJ) e pelo Colégio Nacional de Defensores Públicos Gerais.




De 2012 a 2020, segundo o estudo, 90 pessoas foram presas injustamente por conta do método de reconhecimento fotográfico. 73 casos aconteceram no estado do Rio de Janeiro.

O número, de acordo com os defensores, evidencia o racismo estrutural no país. "Nós defendemos que o reconhecimento fotográfico, por si só, não pode gerar prisão preventiva ou condenação criminal. Porque um procedimento feito de maneira irresponsável, sem confiabilidade, de uma forma ilegal, tem um potencial enorme de gerar falsas memórias no reconhecedor, o que pode acarretar graves injustiças, como os casos que têm sido frequentemente divulgados na mídia", afirmou Isabel Schprejer, defensora e subprocuradora de Defesa Criminal da DPRJ.

 

Veja também:

>> O deboche escrachado que coloca Bolsonaro abaixo da crítica - vídeo

>> Do próprio punho, Léo Pinheiro redige e assina carta inocentando Lula

>> Documentário sobre Adélio e a "fakeada" alcança mais de 300 mil visualizações em um dia - vídeo

>> "Faltam mulheres na política, mas faltam homens também" - Jânio de Freitas

>> O fiasco dos protestos dos que buscam a terceira via

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Mais de 80% dos presos injustamente por reconhecimento fotográfico são negros
 

Copyright 2021 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!