• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

Ex-apresentadora do Vídeo Show afirma que foi vítima de racismo
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Domingo, 15 de Julho de 2018

Benja, do Fox Sports Rádio, manda colega tomar no c%$#&u e áudio vaza

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > polícia > segurança pública

Polícia - Segurança Pública

 

Terça-feira, 13 de Março de 2018

IFSP não afasta professor chamado de "racista" por alunos


O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCT) não agiu com o rigor esperado por alunos no caso de suposto racismo envolvendo o professor José Guilherme de Almeida. Em sua rede social, no fim de semana, o servidor postou comentário onde dizia odiar pretos e pardos que falavam alto. O professor, de acordo com o texto, estaria em um hotel onde hóspedes fariam "algazarra" durante as refeições. O professor, que ainda estaria em viagem pelo nordeste, foi denunciado por alunos que pediam seu afastamento sumário durante as investigações.




A partir da publicação, que posteriormente foi removida pelo autor, José Guilherme de Almeida causou revolta e acabou denunciado.

"Odeio pretos e pardos falando muito alto e comendo de tudo, por muito tempo, nos hotéis três estrelas de orla de praia", diz trecho da publicação.

Em outra parte do relato, José Guilherme escreve: "Um café da manhã macabro, com tanta algazarra e gulodice. Alguém consegue comer carne de sol com cuscuz logo cedo, lotando o prato por três vezes? Eles conseguem, todos! Queria ser muito rico e ter o café no meu quarto sempre, nu e escutando Mozart".

Depois que se deu conta da má repercussão da postagem, José Guilherme apagou o texto do Facebook e bloqueou o acesso ao seu perfil.

Segundo o Instituto Federal, o professor não foi trabalhar nesta segunda-feira (12) porque estaria ainda em viagem no Nordeste.

José Guilherme é docente e pesquisador na Diretoria de Humanidades e atuante nas classes de Licenciatura em Geografia.

Repúdio



Em nota, o IFSP afirmou que "repudia quaisquer formas de preconceito e discriminação dentro ou fora de seus muros, seja por parte de um servidor ou de outro cidadão".

O Instituto enfatizou ainda a existência de grupos de debates mantidos e frequentados por alunos e pela comunidade externa, que discutem temas ligados à representatividade.

O IFSP disse que reconhece a gravidade dos fatos e que iniciou as apurações para esclarecer o ocorrido.

FGV



Este é o segundo caso registrado de racismo declarado em renomadas instituições de ensino superior em menos de uma semana (leia aqui).

Na última quinta-feira (8), um aluno da FGV foi denunciado e suspenso após publicar uma foto nas redes sociais acompanhada de uma legenda deplorável

 

Veja também:

>> Corrupção em prisões do Rio é alvo de operação da PF

>> Barroso veta indulto a condenados por corrupção

>> Claudinha Telles leva Bossa à sala Baden Powell

>> Morre o fotojornalista Raimundo Valentim

>> Mais de 40% dos brasileiros estão no SPC

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
IFSP não afasta professor chamado de "racista" por alunos
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!