• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020

Página do Facebook relembra séries antigas na TV e faz sucesso na rede
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020

Mídia é vítima de Bolsonaro porque não gritou antes, afirma Pedro Serrano

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > polícia > segurança pública

Polícia - Segurança Pública

 

Terça-feira, 11 de Fevereiro de 2020

Fala do governador do Rio sugere que houve execução

Sangue no local do suposto homicídio
Sangue no local do suposto homicídio
Por Fábio Lau*

A primeira resposta que se espera dos responsáveis pela operação que resultou na morte de Adriano Miliciano Nóbrega é o que levou a polícia ao seu encalço na Bahia onde, ao que parece, fazia investimentos na pecuária e propriedades rurais e tentava manter vida discreta. Explico:

A polícia realiza operações como estas, onerosas e com o auxílio de outras instituições, para capturar criminosos, porque sua prisão poderá ajudar a esclarecer crimes passados ou desvendar esquemas criminosos em curso.



Outra razão é quando o criminoso representa risco iminente aos que estão à sua volta.

Considerando o que disse governador Witzel sobre a ação - e a "operação foi um sucesso", o que fica claro é que o objetivo da ação era matá-lo - eliminá-lo!

Cumpriram, assim, o ofício defendido pelo governador que é o do "tiro na cabecinha". A instituição da pena de morte.

Não havia, portanto, interesse em desvendar o passado. Suas ligações com o mundo da corrupção policial, ações de milícia envolvendo negócios no mundo imobiliário, tramoias com políticos e os esquemas eleitorais e especialmente sobre a morte da Marielle e Anderson Gomes.

Witzel, com suas poucas palavras, confirmou que houve execução - ou a operação teria sido um fracasso.

*Fábio Lau é repórter policial há trinta e poucos anos - embora tenha menos do que isso em idade.

 

Veja também:

>> Eike revela propina de R$ 20 milhões a Aécio

>> Lula viaja nesta terça-feira para encontro com Papa

>> Petra Costa colocou o Golpe na cerimônia do Oscar. Ponto final!

>> Jornalistas: hoje o pau vai comer na rampa ou vão botar o galho dentro?

>> Moda verão: peças autorais inspiradas no Carnaval do Rio

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Fala do governador do Rio sugere que houve execução
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!