• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 15 de Agosto de 2019

Após entrevistar Dilma, Juca Kfouri é demitido da ESPN
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Sexta-feira, 16 de Agosto de 2019

Bolsonaro ameaça Luciano Huck em esquema de compra de avião via BNDES

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > polícia > desaparecido

Polícia - Desaparecido

 

Terça-feira, 24 de Outubro de 2017

A fala de Cabral e a loja de bijuterias da família do juiz

A pedra preciosa veste toga?
A pedra preciosa veste toga?
Por Fábio Lau

Quando, em meio a perguntas de Marcelo Bretas sobre compras de joias na H. Stern, Cabral lembra que a família do juiz é dona da maior loja de bijuterias do Rio enxergo aí notícia relevante. Por uma razão: não basta a mulher de César ser honesta, mas ..... precisa parecer honesta. Quando então o juiz entende isso como ameaça e pune com transferência para presídio federal aí a coisa complica. Porque partiu do princípio de que pode haver punição antes de condenação em definitivo. A figura da ameaça é das mais subjetivas: se me defendo com um argumento legítimo estou fazendo ameaças? A decisão do juiz foi das mais convenientes. Mostrar aos réus que não podem levantar dúvidas sobre o juízo.

E assim o país está cada vez mais próximo do período Inquisitorial onde ou o acusado confessava o crime a ele imputado, sendo ou não culpado, ou ia direto para a fogueira. Caso confessasse morria na guilhotina que diziam doer menos.. E falo isso com a tranquilidade de quem quer ver Cabral condenado pela desgraceira que proporcionou ao Rio. Mas não a qualquer preço.

A notícia de que a família de Marcelo Bretas tem loja de bijuterias foi publicada pelo jornal Estado de São Paulo em setembro. E quem fez a revelação foi o próprio juiz, conforme é dito aqui. É fato que Cabral comprou joias também em uma empresa, a Antonio Bernardo, com peças mais alternativas. Tal loja teria faturado como nunca durante a gestão do então governador.

Tudo isso torna a história relevante. Não levantá-la seria inapropriado considerando que a Justiça precisa ser ampla e transparente para que a sentença também seja. E por conta disso é dado aos magistrados, promotores, defensores, delegados o direito de julgar-se impedido de atuar em determinados casos. Para evitar constrangimento.

* Fábio Lau é jornalista, não tem joias, loja de joias, caixa dois. Aliás, nem mesmo um.

 

Veja também:

>> Pai de Bruna Marquezine não cometeu suicídio - vídeo

>> Turista espanhola é assassinada pela PM no Rio na favela da Rocinha

>> Vídeo revela o momento do roubo do carro do goleiro Jefferson, do Botafogo

>> Ação Contra a Fome está de volta após um ano do golpe

>> Voto religioso alcança 20 milhões, segundo pesquisa

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
A fala de Cabral e a loja de bijuterias da família do juiz
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!