• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

Funcionários do SBT cancelam festa de fim de ano por conta das demissões

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > notícias internacionais

Notícias Internacionais

 

Sexta-feira, 14 de Abril de 2017

Temer: ilegítimo, impopular e mal afamado

Por Fábio Lau

Cercou-se de Cunha e tem colhido Cunhas
Cercou-se de Cunha e tem colhido Cunhas
Temer conspirou contra Dilma Rousseff e foi por isso chamado de traidor. Conspirou ao lado do que havia de pior na política nacional: a oposição cínica e ressentida do PSDB, a relação promíscua e corrupta com seu partido, o PMDB e alguns dos seus piores quadros, como Cunha, Moreira e Eliseo Padilha, e com uma turba de políticos dos mais diversos partidos conservadores com os quais, sabia, de antemão, não poderia estabelecer relação que exigisse honestidade e interesse público.

Por tudo isso, ao ser capa hoje do Wall Street Journal, dos Estados Unidos, onde é destacado o fato de ter participado do recolhimento de propina, não chega a ser surpresa. Mas, é óbvio, reforça a ideia de que a única saída para alguém que, além de tudo, conta com uma popularidade próxima a zero, seria a renúncia.

É claro que falta-lhe força política para qualquer ação. E, mais do que isso, teme que, se deixar o escudo que a Presidência da República lhe confere, poderá ser preso. Não há razão para esperar dele algum gesto de grandeza. Mas, talvez por desespero, possa sim tomar a única saída que lhe resta.

O jornal descreve em detalhes trechos da delação da Odebrecht. Diz o periódico que Temer negociou a propina de 40 milhões de dólares ao PMDB em 2010, quando era candidato a vice-presidente da República.

Segundo o delator, o encontro aconteceu no escritório político de Temer em São Paulo, e o valor se referia a 5% de um contrato da Odebrecht com a Petrobras.

"Totalmente vantagem indevida, porque era um percentual em cima de um contrato", disse o delator, Marcio Faria, da Odebrecht.

 

Veja também:

>> Emílio Odebrecht: Imprensa sabia do esquema. Por que tanta surpresa?

>> Paulo Henrique Amorim critica relação de Lula com a Odebrecht - vídeo

>> Jornal Nacional centrou fogo em Lula na edição de quarta

>> Jóia da Coroa de Moro, Marcelo Odebrecht não tinha prova cabal contra Lula - vídeo

>> Emílio Odebrecht: imprensa sabia do esquema. Por que só agora o espanto? Vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Temer: ilegítimo, impopular e mal afamado
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!