• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019

Jornalista aponta ausência de negros na redação do Sportv

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > notícias internacionais

Notícias Internacionais

 

Sexta-feira, 08 de Novembro de 2019

Policial que prendeu filho de El Chapo é executado com 155 tiros

Seria este o policial assassinado com 155 tiros
Seria este o policial assassinado com 155 tiros

Uma história que remete a filme. Um policial da tropa de elite do governo mexicano que participou ativamente da prisão de Ovidio Guzman, um dos filhos do mega traficante internacional Joaquín "El Chapo Guzmán", preso nos Estados Unidos por tráfico internacional, foi executado. A perícia contabilizou 155 projéteis de arma de fogo dos mais diversos calibres. Não há dúvidas de que seu homicídio foi uma vingança dos criminosos. Não se sabe oficialmente a razão do ataque exclusivo a este policial.


Identificado apenas pelo pré-nome Eduardo, e a letra N (que seria do sobrenome), o agente federal de 32 anos foi atacado quando estacionava seu automóvel no estacionamento de um shopping center na cidade de Culiacán, no México.

Ovidio Guzman, de 28 anos, foi detido no dia 17 de outubro em uma operação que pretendia extraditá-lo para os Estados Unidos. Mas foi tal a reação dos traficantes subordinados ao pai que a polícia, orientada pelo presidente do país, Andrés Manuel López Obrador, decidiu libertá-lo.

A reação contou com homens com armamento de guerra. Eles cercaram as forças de segurança e aterrorizaram a população da cidade até que o governo concordasse em soltar Guzman.

Eles puseram fogo em carros e ônibus e atiraram em policiais. Ao mesmo tempo, 56 presos se rebelaram e fugiram de uma cadeia da cidade. Oito pessoas morreram durante as ações.

Obrador teve que se curvar à proposta de soltura de Guzman para tentar, em estratégia futura, retomar a tentativa de inibir os criminosos. O filho de El Chapo é acusado de traficar drogas para os Estados Unidos:

- Decidiu-se proteger a vida das pessoas, e eu estive de acordo com isso. Não se trata de massacres; a captura de um delinquente não pode valer mais do que a vida das pessoas - disse Obrador em entrevista à imprensa local.

Imagens das câmeras de segurança do shopping mostram o momento em que um carro vermelho segue um carro branco até o estacionamento antes de pelo menos dois pistoleiros dispararem 155 vezes no policial.

Segundo relatos, a vítima se tornou oficial da Polícia Nacional em 2013 e ocupou o cargo de segurança do subsecretário de segurança pública Carlos Alberto Hernandez Leyva.

Não está claro se o policial estava de serviço no momento do ataque, embora ele supostamente estivesse carregando uma arma. As autoridades locais estão investigando o caso.

 

Veja também:

>> Deputado quebrador de placa ameaça STF

>> Gastos da Presidência não serão mais sigilosos, decidiu o Supremo

>> Havan adere a boicote contra a Globo

>> Canta Terê: corais de várias partes do Brasil a partir de hoje em Teresópolis

>> Augusto Nunes agride Glenn Greenwald no ar - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Policial que prendeu filho de El Chapo é executado com 155 tiros
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!