• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 14 de Outubro de 2021

Lázaro Ramos vai dirigir filme adolescente para Amazon Prime Video
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Sexta-feira, 08 de Outubro de 2021

Je Suis Karl - o filme alemão que mexe na ferida do Brasil

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > notícias internacionais

Notícias Internacionais

 

Domingo, 23 de Agosto de 2015

Estudante processa governo chinês por definir homossexualidade como "transtorno"

Da Redação

Universitária tomou coragem para enfrentar o preconceito que ainda é dominante na China
Universitária tomou coragem para enfrentar o preconceito que ainda é dominante na China
Livros didáticos foram descobertos por Chen Qiuyan na biblioteca da universidade em que ela estuda. Após se deparar com sugestões como a de "curar" gays com terapia de eletrochoque, a estudante decidiu enfrentar o conservadorismo chinês e processar o Ministério da Educação. Saiba mais:

Segundo a agência de notícias estatal Xinhua, um tribunal de Pequim acolheu a denúncia e pediu que o material seja recolhido.

"Os homossexuais já estão sob grande pressão", disse Chen, que entrou com a ação usando um pseudônimo, mas desde então vem usando o nome verdadeiro para falar com a imprensa internacional.

Leia e veja também: Homem trans ativista comunica ao mundo: "Minha vagina é poderosa"

"O estigma adicional difundido por esses livros causam danos diretos aos homossexuais. O ministério deveria monitorar e supervisionar esse conteúdo", acrescentou ela.

Chen, que estuda em uma universidade pública na província de Guangdong, no sul do país, afirmou que vinha consultando alguns livros após sentir-se confusa sobre a sua própria orientação sexual. "Depois de lê-lo, eu fiquei aterrorizada. Fiquei com mais medo de admitir que sou gay", declarou em entrevista ao jornal norte-americano The New York Times.

A China parou de classificar a homossexualidade como uma doença mental em 2001, mas dezenas de livros publicados depois disso ainda a descrevem como um "transtorno", informou a Xinhua, citando pesquisa conduzida por uma ONG local.

No ano passado, um tribunal de Pequim emitiu uma decisão história contra uma clínica que oferecia "terapia de conversão gay", o primeiro caso judicial do tipo no país.

Leia mais:

Sérgio Viula: pastor que pregava cura gay afirma que tudo é uma farsa - vídeo

 

Veja também:

>> Música de Domingo: canções sobre reis mal coroados, mal amados e devidamente despachados

>> "Só por hoje" não serei analfabeto político

>> Dono do Itaú sobre o impeachment: "Por corrupção, sem cabimento"

>> Denúncia contra Cunha pode ligar Lava Jato à privataria tucana

>> O Rio de Janeiro seria tão majestoso sem os prédios que circundam a orla?

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Estudante processa governo chinês por definir homossexualidade como "transtorno"
 

Copyright 2021 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!