• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > gastronomia > restaurantes

Gastronomia - Restaurantes

 

Segunda-feira, 01 de Abril de 2013

Albamar: de volta com a sofisticação

Por Fábio Lau

O Albamar voltou. A torre de metal que olha em 360 graus para Baía e a Praça XV retornou ao nosso convívio. Trazendo de volta a batata assada com mariscos ao molho de azeite, a travessa com ostras frescas, polvos e lulas grelhados e sofisticação. Não aquela falsa dama de narina empinada a nos dar vertigem. Mas a que te confere a certeza de que a altivez gastronômica tem permanentes nome e endereço no Rio.



Andou fechado para desespero dos fãs. Os velhinhos, apegados a mesa com traços espanhóis e portugueses, mergulharam noutros recantos. Shirley, no Leme, Lisboeta, na Praça da República, foram dois dos que se beneficiaram. E não deixaram a desejar, na verdade, no cardápio ou antedimento. Mas jamais estiveram a altura daquela torre encantada com o queixo virado para a Baía de Guanabara. A desafiar barcas que atracam no Terminal, aeronaves que mergulham no Santos Dumont e a vista de Niterói exatamente no badalado Caminho Niemeyer.



Albamar voltou. O mesmo atendimento, o ar com jeito de quem vai te gelar, mas só oferece a sensação de que o verão te espera lá fora. Os preços são na medida. Um casal resolve tudo (vinho e sobremesa incluída) por R$ 300. Caro? Sim, se estivéssemos na Europa. Considerando ser Rio de Janeiro, onde os preços dos restaurantes são os mais caros do mundo, você sai com a sensação de que poderia ter sido pior. Afinal, você não estava no Leblon. Nem Ipanema. Mas na Praça XV.



E tem guardador. E um charme preservado na entrada é o elevador com porta pantográfica manual. você entra e a mocinha fecha as duas grades. Um barulho daqueles que vem direto da década de 1910.

 

Veja também:

>> Pecado seletivo: cristão ignora outras proibições bíblicas quando ataca homossexualidade - veja o vídeo

>> TVs chilenas repercutem caso de adultério envolvendo atriz e jogadores da seleção

>> O Dia que durou 21 anos - documentário

>> Mídia alternativa faz protesto contra fim do site Viomundo

>> Zé de Abreu e João Barone "batem-boca" no Twitter

>> STF suspende condenação de Paulo Henrique Amorim

>> A derrota do Viomundo e a opção do Governo Dilma por contemplar grandes grupos da mídia

>> O Império contra-ataca

>> Veja a polêmica entrevista que o pastor Marco Feliciano concedeu a Danilo Gentilli - vídeo

>> O aumento no preço das passagens do metrô e das barcas começa a vigorar amanhã

>> Conexão Jornalismo 01-04-2013

>> Novo modelo de escola no Rio aposta em tecnologia e ensino individualizado

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Albamar: de volta com a sofisticação
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!