• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Terça-feira, 20 de Junho de 2017

Viva Roda - Felipe Pena faz a roda do jornalismo girar para a esquerda - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > gastronomia > culinária

Gastronomia - Culinária

 

Quarta-feira, 08 de Junho de 2016

Gastronomia Junina: o perigo em forma de Quentão...

Da Redação

Observar o lugar antes de começar a comer é essencial
Observar o lugar antes de começar a comer é essencial
Olha a cobra! É mentira! Olha caloria! É verdade! A Festa Junina já bate à nossa porta. Frio, fogueira, cheirinho de fumaça (coisa rara nestes tempos de apartamento) e muita comilança típica. Tudo bem? Tudo bem nada. Tem sempre um problema que chega espreitando nosso prazer. Repara só: mas é fato que temos que ter cuidado com comidas mal preparadas e vencidas - que se escondem atrás das barraquinhas juninas.

O mês de junho é tradicional das festas juninas, e junto com elas vêm as tentações gastronômicas: bolo, pamonha, tapioca, canjica, pé de moleque e quentão são alguns dos quitutes que merecem atenção para quem não quer sair da dieta e ainda cuidar da saúde estomacal.

Alguns cuidados com a alimentação nesses eventos podem ajudar a evitar problemas de saúde, como afirma o médico Octavio Pavan, chefe do Serviço de Emergência do Hospital de Clínicas Padre Miguel (HCPM), na zona oeste do Rio de Janeiro.

Segundo ele, nessa época, é comum o aumento de casos nas emergências hospitalares por conta de gastroenterites, infecções intestinais ou intoxicações provocadas por bactérias que proliferam em alimentos estragados ou malpreparados.

Octavio Pavan
Octavio Pavan  
O médico alerta que é importante observar o local antes de escolher onde vai fazer a refeição. "As condições de higiene e limpeza; o acondicionamento dos alimentos; a temperatura sob a qual o alimento é mantido; a vestimenta dos vendedores e prazos de validade e fabricação dos produtos são fundamentais e devem ser observados por quem vai às festas". E completa: "As comidas juninas levam ingredientes que perecem muito rápido: a pamonha e a canjica, por exemplo, devem ser consumidas no mesmo dia do preparo. Por isso, o ideal é que os produtos tenham uma etiqueta com a data de fabricação, o que raramente acontece nas festas."

Além disso, Octavio Pavan recomenda que o consumidor fique atento a produtos como churrasquinho industrializado, queijo coalho e cachorro-quente. "O local de preparo desses alimentos deve ser higiênico, e as pessoas que cozinham esses produtos devem usar touca e luva para evitar contaminação. É recomendável não consumir maionese e catchup em bisnagas, apenas em sachês individuais", reforça.

Dicas para quem não quer engordar nas festas juninas

1. Modere nas porções, pois os alimentos juninos geralmente são muito calóricos.

2. Cuidado com o açúcar! Além de fazer mal para a saúde, em excesso, ele pode causar hiperglicemia, então, consuma-o com moderação.

3. Exagerou? Não se esqueça de voltar à rotina, equilibrando a alimentação e a dieta nas refeições seguintes para não sobrecarregar o corpo com uns quilinhos extras.

Ah, e não solte balões!!!

 

Veja também:

>> Ocupação da Secretaria de Educação do Rio - acordos não cumpridos - vídeo

>> Penélope Toledo: musa uma ova, Rosângela Santos é atleta

>> Dia dos Namorados é para levar o amor ao pé da mesa

>> O frio, o abandono e a indignação que não se cala - por Pc Guimarães

>> Japonês da Federal é preso em Curitiba por contrabando

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Gastronomia Junina: o perigo em forma de Quentão...
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!