• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 16 de Abril de 2019

Jornalista torturado pela milícia é tema do Conversa com Bial
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Sexta-feira, 12 de Abril de 2019

Danilo Gentili sofre nova condenação agora em processo de Marcelo Freixo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > gastronomia > botequim

Gastronomia - Botequim

 

Quarta-feira, 08 de Novembro de 2017

Molon pode trocar Rede pelo PDT

O deputado federal, Alessandro Molon, 46 anos, é daqueles políticos raros. Mineiro de nascimento, reconhecidamente íntegro, é visto como um político capaz, competente e com uma reputação de honestidade que até os opositores reconhecem. Mas então precisamos perguntar: por que um quadro tão singular da política ainda não decolou nacional ou mesmo regionalmente?

Ao deixar o PT há dois anos, em meio a crise política que levaria a destituição da então presidenta Dilma Rousseff, Molon migrou para a Rede, de Marina Silva, em busca de espaço para disputar a Prefeitura. Mas logo ao chegar desafinou na sinfonia tocada pela candidata em estado permanente à Presidência. Isso porque não aceitou ficar em cima do muro diante do golpe que se avizinhava. Foi ali um dos mais críticos parlamentares a denunciar o golpe.

Eis que agora, também sem espaço político e eleitoral na legenda, ele parece disposto a dar um novo salto. E o futuro novo partido não é menos controverso: o PDT.

Distante do partido socialista e trabalhista de Brizola, o PDT dos tempos atuais é um arremedo de legenda progressista de outros tempos. Tem feito qualquer negócio para estar perto do poder e perdeu a identidade que o aproximava os anseios mais populares no Rio. Seu presidente, Carlos Lupi, é a síntese deste velho e inexpressivo PDT.

Mas foi o próprio Lupi que fez o convite a Molon. O quer no partido para que haja um quadro viável e de referência no Rio capaz de disputar as eleições para a Prefeitura em 2020.

Na última eleição para a Prefeitura do Rio, pela Rede, Molon teve 43.426 votos, 1/3 dos 130 mil que obteve quando se tornou deputado federal em 2014.

Talvez a sua seriedade seja a resposta para a pergunta lá do alto. Ele é honesto e íntegro demais para fazer jogos e transações políticas. Cara e jeitão de religioso, Molon não terá vida fácil no PDT. Ou terá força para mudar a legenda ou será mudado por ela - o que será uma perda.


 

Veja também:

>> Amaury Jr deixa a Rede TV em dezembro

>> Corpo de bebê desaparece de hospital particular do Rio

>> Ex-procurador revela acordo com EUA para destruir BNDES e política do país

>> ONU faz campanha no Brasil para alertar sobre assassinatos de negros

>> Integrantes do MBL queimaram a "bruxa" em praça pública

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Molon pode trocar Rede pelo PDT
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!