• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

O avanço de Haddad e as caras de culatra na Globonews
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > gastronomia > botequim

Gastronomia - Botequim

 

Quinta-feira, 26 de Abril de 2018

Evangélicos são agredidos pela Guarda Municipal por pichar monumentos

Repara como o leão parece um poodle? Viu? Pois é.
Repara como o leão parece um poodle? Viu? Pois é.

A coisa ficou preta para os seguidores da fé que é também a crença do prefeito da Cidade - chefe, portanto, da Guarda Municipal. A história começou quando seguidores da igreja evangélica Geração Jesus Cristo, em caminhada por Copacabana, teriam sacado latas de tinta para pichar muros. Entre outras frases teriam escrito: "Bíblia sim, Constituição, não!" Flagrados, eles foram contidos por agentes da Guarda Municipal. A coisa terminou com feridos na noite de ontem (26), em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro. Um dos fiéis continua internado no Hospital Municipal Miguel Couto após ter sido espancado e levado com um cassetete na cabeça.


Os fiéis dizem que estavam caminhando pela orla da praia à noite quando foram abordados pelos agentes e acusados de pichação de uma área pública.

Segundo a Guarda Municipal, o grupo foi flagrado pichando o Parque Garota de Ipanema. Um dos seguidores foi levado para a Delegacia de Copacabana (12ª DP) para ser autuado por crime ambiental. No local, 40 pessoas questionaram a ação dos guardas e a confusão começou, de acordo com a corporação.

No fim de semana, um grupo da mesma igreja já tinha sido flagrado fazendo inscrições em uma área pública com sprays, segundo a Guarda Municipal.

Os fiéis da igreja, conhecida por pintar inscrições como "Jesus voltará em 2070" e "Bíblia sim, Constituição não", dizem que não estavam pichando a área e que foram agredidos sem motivo. Segundo eles, as inscrições que existem no local foram feitas há duas semanas.

A Guarda Municipal informou que vai "apurar com rigor a postura dos guardas flagrados no vídeo, que não condiz de forma alguma com os preceitos, orientação e procedimentos operacionais da instituição".

Dazibao: manifestações populares na China Comunista feitas no muro
Dazibao: manifestações populares na China Comunista feitas no muro  
Uma coisa é certa: a Guarda Municipal do Rio vai passar um bocado de sufoco depois que agrediu os aliados do prefeito. Mas, cá para nós: quebrar braços, cabeças e pernas por conta da pichação do muro? Que tal mandar a igreja do cara limpar todos os muros do Rio como pena? Seria muito mais instrutivo, disciplinador e daria boas fotos. Ah, e dizer que pichar muro é seguir a Bíblia não é errado. Houve um tempo em que o muro era o melhor jornal - Dazibao na China foi um instrumento importante de manifestação. Mas há de se ter critério, respeito e arte com quem vai ler. Dizer "Bíblia sim, Constituição não" é burrice, desrespeito e um atentado à democracia. Mas daí a meter a porrada...Crime é isso!!!

 

Veja também:

>> Demorô: Justiça finalmente manda soltar 137 "inocentes" presos em ação contra milícia

>> Como é bom saber que Elika Takamoto será candidata

>> E aí, de novo, a gente tem que concordar com Reinaldo Azevedo - vídeo

>> Flagrante do descaso com a própria vida: quando elas se arriscam para limpar

>> Morte de Marielle faz polícia aumentar cerco contra milícias

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Evangélicos são agredidos pela Guarda Municipal por pichar monumentos
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!