• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 19 de Abril de 2018

TVs do Reino Unido revelam caso de mulher que escravizava namorado

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > estética > beleza

Estética - Beleza

 

Domingo, 19 de Novembro de 2017

Miss Israel surpreende ao elogiar Miss Iraque

As misses e as razões que levam à paz
As misses e as razões que levam à paz

Há alguns dias as candidatas a Miss Peru fizeram um manifesto ao vivo e histórico contra o feminicídio. Em vez das próprias medidas - cintura e quadril -, anunciaram números da violência: milhares de assassinatos, estupros, agressões físicas. Agora foi a vez da miss israel, Adar Gandelsman, abraçar, beijar e elogiar a miss iraquiana, Sarah Idan. durante o Miss Universo Seu gesto polemizou. Muitos aplaudiram. Alguns poucos a condenaram por se aproximar de uma representante de um povo "inimigo". Mas o fato é que, se seguir na batida inteligente, o concurso de beleza ganhará função maior do que atender o ego e a indústria da beleza.




Leia aqui a polêmica do concurso Miss Peru


"Paz e amor da Miss Iraque e da Miss Israel", escreveu Sarah na imagem que postou no Instagram. Adar, por sua vez, apresentou a concorrente em seu perfil e disse que a iraquiana "é incrível".

O Iraque, como muitos países do Oriente Médio, não mantém relações diplomáticas com Israel, considerada uma nação opressora pela maioria do mundo árab na Palestina. Diante da geopolítica complicada e das relações nada amistosas, a atitude das duas misses dividiu a internet.

Houve quem acusasse Sarah, que cresceu no Iraque, mas mora nos EUA, de concordar com a política externa israelense. "A rainha da beleza do Iraque está alegremente posando com a rainha da beleza da ocupação e da brutalidade", criticou um professor que leciona nos Estados Unidos, Asaad Abukhalil.

Diante das críticas, a miss iraquiana pediu desculpas àqueles que consideraram a foto ofensiva "à causa palestina" e explicou que a ideia da selfie foi de simbolizar a paz. "Respondi que ficaria contente em ajudar a espalhar a mensagem. O objetivo da foto foi o de exprimir esperança pela paz mundial", explicou Sarah.

Ofir Geldeman, porta-voz do primeiro-ministro israelense, elogiou a amizade das duas. "Que grande mensagem de esperança para a região. Boa sorte para Sarah e Adar", escreveu no Twitter.

 

Veja também:

>> Crítica & Literatura: Tremendões e ternurinhas

>> Marcha das Mulheres Negras de volta à Brasília

>> Escola do MST será fechada por ordem de juiz primo de Aécio

>> PSOL expulsa deputado que votou pela libertação dos três do PMDB

>> Gasolina dispara na gestão do ilegítimo Temer

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Miss Israel surpreende ao elogiar Miss Iraque
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!