• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quarta-feira, 22 de Março de 2017

Fátima Bernardes deve desculpas ao país por vender "carne fraca"?
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Sábado, 18 de Março de 2017

Datena e Maluf batem boca ao vivo na Band - áudio

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > esportes > volei

Esportes - Volei

 

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

Bernardinho diz que retirou tumor maligno do rim e revela pedido de demissão em 2013

Gazeta Press

Bernardinho revelou que retirou um tumor malígno após o Mundial da Polônia. Foto: Gaspar Nóbrega/Gazeta Press
Bernardinho revelou que retirou um tumor malígno após o Mundial da Polônia. Foto: Gaspar Nóbrega/Gazeta Press
Técnico da Seleção masculina e da equipe feminina da Unilever, Bernardinho mostrou sua indignação à corrupção na Confederação Brasileira de Vôlei. O comandante exaltou o tempo de dedicação que teve à entidade e ainda revelou um câncer no rim, que, para ele, pode até servir como uma metáfora para a 'turbulência' pela qual a CBV está passando.

"Senti que dei minha saúde. Ainda não sei que desdobramento vai ter, mas faço aqui uma revelação. Cheguei do Mundial na Polônia e num exame de rotina descobri um tumor no rim direito. Nele havia células malignas. Extirpei o tumor e estou aparentemente bem. A cirurgia completou três meses. Fico ruminando essa história, porque há um ano e dez meses não tinha problema de saúde Mas a irresponsabilidade vai te maltratando e maltratando", contou Bernardinho em entrevista à revista Veja.

O treinador ainda comparou o escândalo da CBV à doença. "O médico do Hospital Sírio-Libanês que me atendeu disse assim: 'O que tirei do seu corpo é uma metáfora do que deve ser ex¬traído do país'. A sensação que tenho hoje é essa mesmo: tudo o que está acontecendo com o vôlei é uma pequena célula doente de um organismo. Pode haver mais", comentou.

A sensação do comandante da Seleção, que não pretende abandonar a equipe, é de traição e de tristeza por saber que existem pessoas que acreditam que ele também fez parte desse escândalo. "Eu me sinto traído, isso sim. As pessoas dizem que estou por trás dessas acusações. Não estou por trás de nada. Primeiro, porque, se tiver de fazer algo, faço pela frente. Muito mais que revoltado, hoje estou triste", colocou.

"O vôlei é um esporte lindo. Dediquei boa parte da minha vida a uma causa e, com base em todas essas evidências de corrupção, posso dizer que algumas pessoas se beneficiaram de um trabalho honesto", acrescentou.

 

Veja também:

>> Poeta manda recado a Bolsonaro: "não mova sua pica para impor respeito a mim"

>> Empregados entediados recriam clássicos das artes plásticas com material de escritório

>> Twitter terá que abrir nomes de donos de perfis para Aécio

>> Brasileiro fica, em média, mais de quatro horas em frente à TV, mostra pesquisa

>> Não, meu filho de 10 anos não está procurando uma namorada. Ele gosta de meninos

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Bernardinho diz que retirou tumor maligno do rim e revela pedido de demissão em 2013
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!