• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 13 de Agosto de 2018

Globo bate forte em Aécio Neves e Anastasia - vídeo
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 08 de Agosto de 2018

"Chandler Bing", de Friends, é internado às pressas nos EUA

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > esportes > olimpíadas

Esportes - Olimpíadas

 

Terça-feira, 01 de Maio de 2018

Diego Hypolito narra bullying sofrido na seleção de ginástica

Da Redação

Diego: bullying e abuso sexual com a cumplicidade de técnicos
Diego: bullying e abuso sexual com a cumplicidade de técnicos

Abuso sexual, bullying, humilhação. A narrativa que o ginasta brasileiro e medalhista olímpico, Diego Hypolito, faz da sua passagem pela seleção ofusca a imagem de que o esporte é acima de tudo lugar que reúne cidadãos e é controlado por gente respeitável. Sua revelação acontece em meio a polêmica que envolve um dirigente, Fernando de Carvalho Lopes, técnico de ginástica artístic, com abusos sexuais.

Segundo Diego Hypólito, ele sofreu violência de atletas mais velhos já no início de carreira. Ao Jornal Nacional, da Rede Globo, afirmou que só teve coragem de se abrir com a própria mãe após se tornarem públicas as denúncias contra Fernando de Carvalho Lopes, técnico de ginástica artística acusado de cometer abusos sexuais.

Segundo Hypólito, ele não foi abusado por Lopes, mas era comum nos treinos sofrer bullying de colegas de profissão. O mais assustador é que ele garante que a prática tinha a cumplicidade e tolerância de técnicos.

- Eles me faziam ficar pelado e eu tinha que colocar uma pilha com pasta de dente no ânus", conta sobre um episódio - disse.

E completou:"no dia em que isso aconteceu, eu tive um ataque epiléptico. Não consegui completar a prova. Era a questão da humilhação. O bullying era regular e tinha a conivência do técnico."

Embora admita que vá sofrer críticas por revelar os casos, Hypólito preferiu não citar os nomes dos atletas envolvidos no episódio de bullying contra ele.

Segundo Hypolito, medalhista de prata na Olimpíada do Rio e bicampeão mundial no solo, as intimidações eram constantes. Uma delas incluía algo bizarro: forçavam ginastas jovens a pegar pilhas com o ânus. O atleta atuou durante a maior parte de sua carreira no clube carioca - ele começou no esporte por volta dos 7 anos e prosseguiu lá até 2009.

O ginasta citou especificamente uma ocasião, quando tinha 10 para 11 anos, em um Campeonato Brasileiro em Ribeirão Preto (SP), da qual se recorda.

- Quando eu vi a matéria hoje, no Globo Esporte, foi a primeira vez que eu tive coragem de contar pra minha mãe que eles me faziam ficar pelado, e pegar com o ânus uma pilha colocando uma pasta de dente em cima e a questão da humilhação. E, neste dia, quando aconteceu isso, eu tive ataque epilético e, depois, por ter tido o ataque epilético, eu não consegui fazer a prova toda (...) Depois a gente tinha de colocar ainda com o ânus, não podia ajudar com a mão, você tinha de se agachar, pegar a pilha com o ânus e depois deixar dentro de um tênis, num buraquinho de um tênis. E, depois, (...) se a pilha caísse fora, você tinha de voltar e fazer a prova de novo. Eu fiquei muito nervoso com a situação acontecendo, me deu desespero - afirmou Hypolito.

Treinador afastado



Por conta das acusações, o clube Mesc, de São Bernardo do Campo, afastou o técnico de ginástica artística Fernando de Carvalho Lopes. Em nota divulgada no site oficial do clube é dito que a decisão foi tomada após denúncias de abuso sexual feitas por dezenas de ginastas no último domingo.

De acordo com depoimentos de diversos atletas e ex-atletas, Lopes cometeu os abusos sexuais durante vários anos em treinos, testes físicos e viagens. A polícia passou a investigar o caso a partir da denúncia de um garoto de 13 anos, identificado como a primeira vítima a relatar o fato.

O técnico já havia sido afastado da seleção brasileira de ginástica artística um mês antes do início dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, quando surgiram as primeiras acusações. O treinador sempre trabalhou com as categorias de base, começou no vôlei e mudou para a ginástica.

 

Veja também:

>> Juninho Pernambucano na berlinda no Sportv

>> Prédio de 26 andares tem incêndio misterioso e desaba em São Paulo

>> Monica Iozzi critica pesquisa que coloca Dória em primeiro lugar para governo em SP

>> Atentado em Cabul deixa 25 mortos - dez jornalistas entre eles

>> Motorista de ônibus é espancado por cracudos no Rio

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Diego Hypolito narra bullying sofrido na seleção de ginástica
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!