• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 19 de Abril de 2018

TVs do Reino Unido revelam caso de mulher que escravizava namorado

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > futebol > copa do mundo

Futebol - Copa do Mundo

 

Sexta-feira, 12 de Janeiro de 2018

Ice Boy: a história do pequeno chinês que comoveu o mundo

Da Redação

O menino com os cabelos congelados que tirou risada dos amigos
O menino com os cabelos congelados que tirou risada dos amigos
Ele, aos 8 anos, já assistiu a mãe abandonar os filhos e seu pais desaparecer no mundo. Vive em uma casa numa montanha que fica a 4 quilômetros da escola. Neste inverno chinês, leva uma hora e meia para atravessar montanhas até se colocar diante de um quadro negro. Mas na segunda-feira a situação ficou ainda mais grave: enfrentou um frio de nove graus negativos e chegou à classe com cabelos e mãos congelados. Motivo de risada dos colegas, ele acabou tendo sua imagem compartilhada aos milhões nas redes sociais. O resultado é que agora a escola, ele e seus amiguinhos estão recebendo ajuda de vários lugares do planeta.

A foto tirada na manhã de segunda-feira (8) na escola primária do condado rural de Ludian, na província do nordeste de Yunnan. E nela é possível ver que Wang Fuman só dispunha de uma camiseta e uma jaqueta - incapazes de conter o frio congelante.


As pequenas mãos congeladas e a nota quase máxima
As pequenas mãos congeladas e a nota quase máxima  

Wang Fuman ganhou então o apelido de "Ice Boy". Descobriu-se que ele vive com sua irmã e avó desde que sua mãe partiu. A casa, de terra e palha, não tem aquecimento. É a mesma realidade das salas de aula, algo que o diretor diz que estar tentando mudar.

Curiosamente, ao chegar à sala de aula recebeu sua nota em um teste feito na sexta-feira: 99 pontos entre 100 possíveis. E esta é sua média. Ao ser perguntado sobre o que deseja fazer ao se tornar um adulto, disse sem qualquer hesitação: "um cientista".

O pai do menino, de 28 anos, trabalha como migrante e retorna para casa uma vez a cada quatro ou cinco meses. O paradeiro da mãe é desconhecido.


A casa da avó onde vive com a irmã
A casa da avó onde vive com a irmã  


Sua casa ainda não tem eletricidade.

"Ir para a escola é frio, mas não é muito difícil", diz ele.

Wang Fuman, de 8 anos, diz que passa seu tempo ajudando sua avó na fazenda familiar. Para o ano novo projetou estudar muito e ganhar algum dinheiro para comprar remédios para sua avó doente.

Enquanto os usuários da web louvam o menino por sua determinação, eles também questionaram por que o governo não está fazendo mais para ajudar as crianças (os pais das áreas rurais do país deixam seus filhos quando se mudam para as áreas urbanas para buscar o trabalho. Eles ficam sob cuidado de parentes).

Após a repercussão, o menino recebeu doações: agasalhos e 20 aquecedores para as salas de aula.

 

Veja também:

>> Porque Lula deve ir à Porto Alegre

>> Inglaterra colaborou com a ditadura no Brasil, revela escritor

>> Exército investiga se munição de depósito foi desviada para tráfico

>> Bombeiros do Rio enfrentam mar de ressaca para salvar cão - vídeo

>> Cristiane Brasil e a patética função do Ministério do Trabalho na era do golpe

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Ice Boy: a história do pequeno chinês que comoveu o mundo
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!