• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 13 de Agosto de 2018

Globo bate forte em Aécio Neves e Anastasia - vídeo
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 08 de Agosto de 2018

"Chandler Bing", de Friends, é internado às pressas nos EUA

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > futebol > copa do mundo

Futebol - Copa do Mundo

 

Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Ex-lateral da seleção diz que Neymar precisa jogar para o coletivo

Da Redação

Só treino não devolve ao jogador sua melhor forma, diz
Só treino não devolve ao jogador sua melhor forma, diz
Neymar já não é uma unanimidade entre os torcedores da seleção. A cada dia as críticas a um comportamento exibicionista e pouco coletivo se tornam mais frequente. Se não se lê, com todas as letras, uma análise desta postura, o fato é que aos poucos pessoas que não tem nada a perder, ou ganhar, com a seleção brasileira saem do armário e dão seus pitacos. O último caso diz respeito a um lateral direito que não fez história na seleção, embora estivesse em campo em uma partida inesquecível - a do apagão de Ronaldo Fenômeno.

Para Zé Carlos, que atuava pelo São Paulo, Neymar será útil se mudar sua maneira de enxergar o mundo onde se imagina no centro do universo. Olha o que ele diz:

- Mais preocupante talvez seja o Neymar. Mas ele precisa mudar o comportamento, quer chamar muito a atenção para si. Precisa jogar mais para o grupo. Se ele cuidar disso será um dos melhores do mundo. Como eu disse antes, ele está muito tempo sem jogar. Você não pegar ritmo do jogo em uma, duas partidas. Não é só treino que dá condição. O que dá condição ao atleta é o jogo.

Zé Carlos sabe do que está falando. Ao substituir Cafu, o titular de quatro copas, na semifinal contra a Holanda, estava há 50 dias sem jogar. E dali foi para a final contra a França quando o Brasil perdeu por 3 a 0.

Para o ex-jogador, que hoje mantém uma escolinha de futebol em São Paulo, o futebol mudou muito neste últimos 20 anos:

- O futebol caiu de nível no Brasil. O Brasil já foi o país do futebol quando os outros eram inocentes. Um lateral treina para cruzar e marcar. O volante é um dos que mais treinam. O jogador brasileiro falta cumprir essa parte tática. Na Europa é assim. Todos tocam, passam e ajudam na marcação. Brasil x Dinamarca, sabíamos que iam sair muitos gols. Hoje, se sair 1 a 0 você já comemora. Antes, nos destacávamos individualmente. Hoje, não. Parece que o campo ficou pequeno, mas um time com a marcação adequada acaba com esse problema. Veja o Brasileirão. Quantos jogadores atrás da linha da bola. Isso não existe na Europa. O Brasil parece que andou para trás nessa parte tática.

O jogador ainda deu uma provocada sobre a velha falácia de que o Brasil teria vendido a Copa: "se vendeu o jogo não recebi nada até hoje!"

Para ler a entrevista na íntegra clique aqui

 

Veja também:

>> Ciro Gomes - ao vivo - diz que vai tributar grandes fortunas e rever reforma trabalhista - acompanhe

>> Alex Solnik: Bolsonaro é herdeiro de Geisel e Figueiredo

>> Venezuela: Maduro é reeleito com 68% dos votos

>> Sem Lula, não é fraude. Com Maduro, é fraude. Entendeu o que é legitimidade?

>> "O Processo": um filme ao mesmo tempo obrigatório e proibitivo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Ex-lateral da seleção diz que Neymar precisa jogar para o coletivo
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!