• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021

Danilo Gentili diz que Marcius Melhem quer silenciá-lo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > futebol > carioca

Futebol - Carioca

 

Terça-feira, 05 de Fevereiro de 2019

Soltas as buchas: STJ manda libertam engenheiros da Vale

Acionistas pediram demissão da diretoria
Acionistas pediram demissão da diretoria

As buchas foram postas em liberdade. A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu hoje (5) mandar soltar as cinco pessoas que foram presas no dia 29 de janeiro por causa do rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG). Com a decisão, serão libertados o geólogo Cesar Augusto Grandchamp, o gerente de Meio Ambiente, Ricardo de Oliveira, e o gerente do Complexo de Paraopeba, Rodrigo Artur Gomes de Melo. Todos são funcionários da Vale. As prisões dos engenheiros e demais funcionários repercutiu mal entre alguns críticos que viram nela uma maneira de poupar a direção da Companhia da responsabilidade.



A decisão também alcança os engenheiros André Jum Yassuda e Makoto Namba, engenheiros da empresa alemã Tüv Süd, que assinaram o laudo que teria atestado a segurança da barragem.

Em carta ao Conselho de Administração da Vale, dez acionistas críticos à empresa alegaram quebra de confiança do investidor e prejuízos à companhia para pedir a imediata demissão da diretoria, que, segundo eles, seria responsável pelo rompimento da barragem da mineradora em Brumadinho, acidente que caminha para uma saldo de mais de 300 mortes. Eles avaliam que, com o afastamento dos diretores, as investigações poderão seguir com maior isenção.

"É evidente que a manutenção dos diretores-executivos em seus cargos, a cada dia que passa, compromete uma investigação isenta e profunda sobre os fatos, na medida em que essas pessoas tenderão a evitar ao máximo que a responsabilidade sobre a tragédia recaia sobre elas mesmas", afirmaram em carta ao Conselho distribuída durante coletiva em Brumadinho pelo grupo Articulação Internacional dos Atingidos pela Vale, que lidera o movimento dos acionistas críticos à mineradora desde 2010.

STJ



Na decisão, por unanimidade, os ministros entenderam que não há motivos para que os acusados continuem presos preventivamente, antes do julgamento.

Seguindo voto proferido pelo ministro Nefi Cordeiro, relator do habeas corpus, o colegiado entendeu que os acusados prestaram depoimentos, as medidas de buscas e apreensões foram realizadas e não há risco para o andamento das investigações.

Do Blog do Esmael e agências

 

Veja também:

>> Papa faz visita histórica à Península Arábica, berço do Islã

>> Bolsonaro reduz benefício da Previdência de idosos e de pessoas com deficiência

>> Deputada do blazer vermelho promete processar detratores da Internet

>> Deputada do partido de Marielle sofre ameaças no primeiro dia de mandato

>> Sabrina Bittencourt, que deflagrou denúncias contra João de Deus, comete suicídio

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Soltas as buchas: STJ manda libertam engenheiros da Vale
 

Copyright 2021 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!