• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 10 de Outubro de 2019

Guga Chacra "esculacha" Eduardo Bolsonaro

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > futebol > brasileiro

Futebol - Brasileiro

 

Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2016

Contrato com a Topper eleva Botafogo a uma receita de R$ 40 milhões

Da Redação

Patinho feio nas negociações com a Rede Globo nos contratos de transmissão do futebol, o Botafogo deu a volta por cima ao assinar contrato com a nova marca de material esportivo, a Topper. Pelo acordo de três anos, com validade a partir de maio próximo, o alvinegro terá direito a R$ 40 milhões em três anos. O acordo foi assinado na noite de quinta-feira (11). O Botafogo entra em campo neste sábado, às 19h30, contra o Volta Redonda. Líder do Grupo B, o Botafogo poderá isolar-se na dianteira no fim de semana.

Segundo comentários do mercado, Fluminense e Atlético Mineiro teriam feito contratos mais vantajosos, mas sem algumas prerrogativas indicadas pelo alvinegro do Rio. Entre elas a participação nas vendas. Segundo levantamento de uma das maiores lojas de material esportivo do país, a Centauro, O Botafogo figura como o segundo maior vendedor de camisas do Rio, só perdendo para o Flamengo. Em outros estados o comércio de material relacionado ao Botafogo também supera a média, afirmam empresários.

A luta da diretoria do Botafogo agora é para fechar contrato com um patrocinador Master que garanta a contratação de pelo menos dois nomes fortes para a disputa do Brasileiro.

A Topper retorna ao futebol brasileiro depois de longo período de afastamento. As marcas das Séries A e B que atuam no Brsil são: 7 Kanxa, 6 Umbro, 5 Adidas, 4 Nike, 4 Puma, 4 Penalty, 2 Lupo Sport, 2 Kappa, 2 Super Bolla, 1 Under Armour, 1 Fila, 1 Errea e 1 Wilson e 1 Topper.

Topper por três anos



- É uma honra para o Botafogo poder comunicar ao seu torcedor o acerto com a Topper, uma das marcas esportivas brasileiras mais tradicionais e que tem histórico no clube. Temos certeza que será uma parceria forte e vitoriosa - afirma Marcio Padilha, Vice-Presidente de Marketing do Botafogo.

A ligação entre Botafogo e Topper não é de hoje. A fornecedora produziu os uniformes alvinegros de 1999 a 2001. Este ano, escolheu o Glorioso para marcar seu retorno à camisa de um clube brasileiro.

- Estamos muito felizes pela escolha da Topper pelo Botafogo, um clube com tanta tradição e milhões de torcedores espalhados mundo afora. Esta parceria marca a retomada dos investimentos da Topper em Clubes de Futebol, e já estamos trabalhando em conjunto com o Clube, para produzir um material de alta qualidade que vai trazer muito orgulho aos botafoguenses - destaca Marcelo de Cicco, gerente da marca Topper no Brasil.

Leia também:
Santos rompe com a Globo/Sportv e assina com a Esporte Interativo

O Botafogo cumprirá seu contrato com a Puma, atual fornecedora, até o fim, em abril. A partir de maio, a Topper será a responsável pela produção e fornecimento de material de todos os esportes do clube.

Sobre a Topper
Com 40 anos de tradição no mercado esportivo da América do Sul, a Topper protagonizou alguns dos momentos mais importantes do futebol no mundo, como o patrocínio da Seleção Brasileira nas Copas de 82, 86 e 90, além do patrocínio de campeões do Mundial de Clubes FIFA, o Corinthians em 2000 e o São Paulo em 2005. Atualmente, patrocina a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, FERJ.

Em novembro de 2015, foi anunciada a assinatura de um contrato de compra e venda da marca Topper, entre o Grupo Sforza - liderado pelo empresário Carlos Wizard Martins - e a Alpargatas, atual detentora da marca. Essa transação compreende as operações das marcas Topper no Brasil e Rainha no Brasil e no mundo, além de um acordo de compra e venda referente a 20% da unidade de negócios Topper na Argentina e um acordo de licenciamento de uso da marca nos Estados Unidos e na China.

Outros clubes tem valor final superior, mas sem participação:

R$ 35 milhões/ano - Flamengo (10 anos, até 2022)
R$ 30 milhões/ano - Corinthians (10 anos, até 2015)
R$ 27 milhões/ano - São Paulo (5 anos, até 2019)
R$ 19 milhões/ano - Palmeiras (2 anos, até 2016)

 

Veja também:

>> Mauro Naves viraliza ao mandar um fo*&#$&¨-se a Neto da Band em vídeo

>> Sistema tributário brasileiro "pune" cidadãos e beneficia minoria de super-ricos

>> Enem: curso oferece aulas gratuitas

>> Repórter da Globo ofende comentarista da Band, que "agradece" - vídeo

>> Santos é o primeiro do Clube dos 13 a romper com a Globo e assinar com Esporte Interativo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Contrato com a Topper eleva Botafogo a uma receita de R$ 40 milhões
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!