• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Boa dica Netflix? "História de um casamento".
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Charlie Sheen, a lenda, comemora dois anos longe das drogas

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > futebol > brasileiro

Futebol - Brasileiro

 

Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019

A superioridade do Flamengo faz mal ao futebol brasileiro?

Foto: Facebook oficial do Flamengo : Gabigol
Foto: Facebook oficial do Flamengo : Gabigol

Por Fábio Lau*

O Flamengo terminou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro com três pontos à frente do segundo colocado: o Palmeiras. Não é tanto assim, mas não é pouca coisa. A bola que o Flamengo tem jogado nos últimos jogos, desde a derrota acachapante para o Bahia, por 3 a 0, na Fonte Nova, o coloca num patamar muito superior aos concorrentes.


Palmeiras, o segundo na tabela e atual campeão, tem um elenco mais caro, estelar, mas no campo não pratica o mesmo futebol agressivo e eficiente. Não tem jogadores do naipe de Bruno Henrique e Gabigol - ironicamente dois ex-jogadores do Santos - até ontem o segundo colocado e agora o terceiro.

No Rio, o rubro-negro está num patamar ainda mais elevado. O segundo carioca entre os 20 times da Séria A é o Botafogo que está exatamente na metade da tabela - décimo lugar. Em seguida vem o Vasco e por último o Fluminense que só agora conseguiu deixar a zona da degola para onde empurrou o Cruzeiro.

Mas se olharmos os números damos a real dimensão desta desvantagem dos demais cariocas para o rubro-negro:

Enquanto o Flamengo acumula 42 pontos em 13 vitórias, o Botafogo tem 27 e conquistou oito. O Vasco soma 23 pontos em 19 jogos, enquanto o Fluminense alcançou apenas 40% do total de pontos do time dirigido por Jesus: 18 pontos.

Mas se há algo a separar os clubes, e talvez numa condição que dificilmente se reverterá, é a questão financeira. O Flamengo recebe da TV Globo nada mais do que três vezes mais do que ganha o Botafogo e Fluminense. Vasco, por ter negociado melhor os contratos, ganha um pouco acima dos outros dois.

Enquanto o Flamengo, com mais recursos, recheia seu clube de bons jogadores - mesmo que veteranos cujo mercado na Europa já se encerrou - no caso dos demais, os jovens e promissores atletas são vendidos para pagar dívidas e salários.

O abismo aberto pela política de remuneração de clubes realizada de forma subjetiva pela Rede Globo, que adota critérios obscuros de audiência, mas quando apenas uma agremiação ocupa espaço nas transmissões, aprofunda a diferença e reduz o ímpeto do torcedor - determinando a sorte de clubes.

O Flamengo, depois de longo inverno, reencontra um período que promete ser virtuoso. Mas não fará sentido se não houve no país e no Rio concorrente a altura. É ruim para quem gosta de esporte.


* Fábio Lau é jornalista, botafoguense, de esquerda e apaixonado por esporte. Mas pergunta do alto precisa ser respondida: a superioridade do Flamengo faz mal? De certa forma, mas não muito. O escritor, jornalista e imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL), Zuenir Ventura, disse em um dos seus livros que, ao contrário do que se pensa, a "inveja" não é um sentimento negativo, mas a "cobiça", sim. Motivo: a primeira desperta o sentido de crescimento. Afinal, pretende-se ocupar o lugar do outro no seu sucesso. Já a cobiça carrega um sentimento ruim: ele quer o que é do outro, mas para anular o outro. Para inexistir o outro e ocupar seu lugar.

 

Veja também:

>> Organização uruguaia convida e filme de Chico vai para Festival

>> Brizola Neto é pré-candidato à Prefeitura do Rio

>> Estreia de Marighella é adiada após exigências da Ancine

>> Censura veta filme sobre Chico Buarque no Uruguai - vídeo

>> O direito transformado em arma política contra a democracia

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
A superioridade do Flamengo faz mal ao futebol brasileiro?
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!