• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 10 de Outubro de 2019

Guga Chacra "esculacha" Eduardo Bolsonaro

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > empresarial

Empresarial

 

Sábado, 08 de Junho de 2019

O arrependimento de Fagner pelo apoio a Bolsonaro e outras questões

Arrependido, Fagner é um velho equivocado político
Arrependido, Fagner é um velho equivocado político
Por Fábio Lau*

Raimundo Fagner disse, no programa do Bial exibido na Rede Globo, que está arrependido pelo apoio que deu a Jair Bolsonaro. Disse que o presidente "parece" despreparado e que "parece" também ainda estar em campanha. Outro "parecimento" constatado pelo cantor de Canteiros e Juras Secretas é que Bolsonaro não combina com os ministros convocados por ele. Vivem às turras, analisou.



Tudo bem. O cantor também pode se equivocar, certo? Certo e errado. Mas ele é reincidente. Fagner vem cometendo equívocos no campo político há muito tempo. É um artista que se engajou nobremente pelas Diretas Já!e isso lhe deu credibilidade. E desde então colocou a cara na janela neste terreno minado.

Mas foi quando começou a criticar a esquerda, encarnada especialmente pelo PT, que a coisa desandou. Perdeu amigos, entre eles Chico Buarque, e passou a se apresentar como vítima da própria verdade.

À tiracolo, Fagner com os jovens políticos do Ceará
À tiracolo, Fagner com os jovens políticos do Ceará  

Há alguns anos, tão logo a democracia retornou ao país, começou a fazer política usando um viés perigoso. Foi o período em que parecia um bolsa à tiracolo dos então jovens políticos cearenses - Tasso e Ciro. Ele e Ednardo, outro bom compositor cearense, se prestaram ao papel de sair em campanha como se as águas do Mucuripe tivessem lá algo a diferenciá-los. O regionalismo cego é inimigo da boa política e caminho mais curto para o preconceito.



Fagner contra a corrupção, abraçou Aécio Neves
Fagner contra a corrupção, abraçou Aécio Neves  

Em 2014 ele subiu ao palanque de Aécio Neves e fez duras críticas ao PT - ignorou solenemente os avanços sociais e mostrou para que lado seu coração batia mais forte. O seu direito de criticar é legítimo, mas ignorar aquilo em que se transformou o seu candidato, com o passar dos anos, com o envolvimento em corrupção e o próprio golpe político contra Dilma, com o apoio de Aécio, é algo que será depositado, igualmente, na a sua conta. Errar, todos erramos? Mas o artista, dada seu poder influenciador, não pode se fingir de morto diante do revés.

Deveria ter vindo a público fazer o que por ora faz quanto a Bolsonaro. E seria bom também parar de errar!

A seu favor diga-se que não errou sozinho. Outro grande nome da MPB, Djavan, também se revelou cheio de amores por Bolsonaro. E o rio que passa em Alagoas não é o Mucuripe, mas o Coruripe.


* Fábio Lau é jornalista e já cantou "Canteiros" em roda de violão fechando os olhinhos no refrão "eu só queria ter um mato com gosto de framboesa....." Mas hoje só não joga fora os discos do artista porque eles ficaram numa casa do passado...

ele parece, parece, parece.....
ele parece, parece, parece.....  

 

Veja também:

>> Crítica & Literatura: Você que lê tanto.....

>> Reinaldo Azevedo vai indenizar desembargador a quem acusou de proteger black blocs

>> 48 quilos a menos, Gustavo Mendes tentará manter o humor

>> A história do golpe político é narrada agora no canal Netflix - vídeo

>> Os Dias de Dostô IV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
O arrependimento de Fagner pelo apoio a Bolsonaro e outras questões
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!