• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 17 de Junho de 2019

Paulo Betti é processado por racismo em clima de disputa sindical
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Sexta-feira, 07 de Junho de 2019

48 quilos a menos, Gustavo Mendes tentará manter o humor

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > economia

Economia

 

Segunda-feira, 30 de Julho de 2018

Juízes querem reajuste e pressionam Cármen Lúcia

A categoria que figura no topo salarial do serviço público, a magistratura pressiona por mais aumento. Atualmente o teto, que não é respeitado por conta dos penduricalhos que garantem, por exemplo o Auxílio Moradia, é de R$ 33,7. O argumento utilizado pelos juízes é o de que a diferença entre o teto salarial da categoria e o do INSS, que já foi de dez vezes, caiu para pouco mais de seis nos últimos tempos - portanto, o que deveria ser positivo por reduzir a diferença, é visto como algo a ser reparado. O que não se calcula, por absoluto desinteresse, é que pouquíssimas pessoas conseguem receber o teto do INSS - R$ 5,6 mil. A grande maioria, 70%, recebem salário mínimo.

Os juízes, que em meio a crise da democracia que ameaçava derrubar Dilma Rousseff, o que acabou ocorrendo, alegam que não tem aumento desde 2015. E com base neste quadro, em plena crise do desemprego, que os integrantes da magistratura tentam convencer a presidente da corte, Cármen Lúcia, a incluir a revisão dos vencimentos na proposta de orçamento que ela vai enviar ao Congresso. Na volta do recesso, a corte vai se reunir numa sessão administrativa para tratar do tema.

Na verdade há por trás desta pressão uma maneira de conceder aumento para que seja então, mais uma vez, suprimido o auxílio-moradia( atualmente o valor é R$ 4.377,73 ). No governo Lula o auxílio, que passou a ser extensivo até para detentores de imóveis, foi cancelado mediante concessão de reajustes. Então a matemática é assim: "me conceda aumento para que não receba de forma ilegal".

 

Veja também:

>> Neymar faz anúncio de barbeador da Gillette e pede para não jogarem pedras - vídeo

>> Presa enfermeira acusada de usar silicone em pacientes

>> Sobe para 63 o número de PMs mortos no Rio

>> Procurador da Lava-Jato abre o verbo e diz há delação fake

>> Uma mulher chamada: Elika Takimoto

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Juízes querem reajuste e pressionam Cármen Lúcia
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!