• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > cultura > teatro

Cultura - Teatro

 

Sexta-feira, 06 de Outubro de 2017

Peça que revela "Jesus Travesti" é encenada com sucesso em Belo Horizonte

Da Redação
Com informações do site Uai

Sucesso em Belo Horizonte após polêmica
Sucesso em Belo Horizonte após polêmica
Não faltou e não faltará polêmica, mas o fato é que o grupo que se assanhou em solicitar a censura a peça de teatro O evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu, que tem como mote a figura de um Jesus Cristo travesti, estreou com grande aprovação do público em Belo Horizonte. Uma ação judicial tentou cancelar a peça, mas a liminar foi negada pela juíza Cláudia Maria Resende Neves Guimarães, titular da 28ª Vara Federal. No entanto, a peça foi apresentada com casa cheia e boa recepção do público.

O monólogo, originalmente escrito pela dramaturga transexual escocesa Jo Clifford e traduzida, montada e dirigida pela argentina radicada em São Paulo Natalia Mallo, tem como protagonista uma releitura de Jesus vivendo nos dias atuais como uma travesti, interpretada pela atriz Renata Carvalho. A proposta causa a revolta de alguns grupos religiosos.



Na porta da Funarte, onde a peça está em cartaz até domingo como parte da Ocupação Transarte, cujo objetivo é promover o encontro de artistas, ativistas e pesquisadores da cena cultural LGBT, cerca de dez pessoas protestaram pacificamente contra a exibição. O grupo tinha cartazes pedindo respeito pela fé e usava mordaças simbólicas. Formada por pessoas de diferentes religiões cristãs, a manifestação foi organizada pelo Facebook.


Nicholas Phillipp, estudante de direito 25 anos, era um dos que protestava. "Como estudante de direito, eu venho assegurado juridicamente, relevando o artigo 208 do código penal que fala sobre escarnecer de alguém publicamente por motivos de crença ou função religiosa, então a gente vem se posicionar, infelizmente muitas vezes somos rotulados como intolerantes, mas colocamos isso aqui na boca (mordaças) para colocar nosso lado e pedir que eles respeitem, pedir que eles manifestam a ideologia LGBT deles respeitando a religião dos outros", explica.



Apesar da reprovação de alguns, todos os 120 ingressos colocados à venda para a estreia foram vendidos e o espetáculo foi muito aplaudido pelo público presente, durante e após o espetáculo. A carga de ingressos para a sessão dessa sexta-feira (6/10) também foi esgotada. Ao fim da peça, Renata Carvalho, que é travesti, fez um discurso em defesa da população trans, lembrando da violência contra transexuais e travestis e da falta de oportunidade que essas pessoas encontram na sociedade.


Em entrevista após a peça, ela falou sobre os protestos realizados antes da apresentação, ressaltando que objetivo não é atacar a religião, mas promover o respeito pelas travestis. "Eles têm o direito de se manifestar, mesmo, o que eu faço é o convite para eles para uma conversa, temos que conversar sobre tudo, dialogar, convido a assistir ao espetáculo para ter um entendimento mais profundo, porque ele fala sobre uma população extremamente marginalizada historicamente que é a população trans", afirma Renata, que tem 21 anos dedicados às artes cêcnicas.



Entre o público presente estava a vereadora de Belo Horizonte Cida Falabella (PSOL). Ela comentou sobre os protestos contrários ao espetáculo e outras manifestações artísticas, argumentando que há um interesse eleitoral por trás desses movimentos. "Estamos vendo um avanço de grupos conservadores apoiados por milícias como MBL, que criam factóides e jogam na rede para tumultuar o ambiente descontextualizando a represetanção artístca de maneira covarde, criando um senso comum de que a arte produz pedofilia ou zoofilia, num debate raso mas que se se espalha facilmente, até porque temos índices muito baixos de pessoas que vão a museus e exposições no país, o debate na verdade é sobre poder, sobre 2018, sobre disputar essas cabeças e mentes, então tentamos resistir com o afeto e com a comunicação que a arte proporciona, sempre lembrando que ela deve ser livre, até porque aqui não há nenhuma incitação ao ódio, e sim uma reflexão sobre as mazelas da nossa sociedade", argumenta a vereadora.



A peça



Sozinha no palco, a atriz aparece de salto, vestido e blazer e logo se apresenta: "Vocês não imaginavam me encontrar aqui, vocês imaginavam me encontrar na igreja, mas na igreja não posso entrar". E então começa o monólogo, baseado na reinterpretação da história bíblica. O texto faz releituras de algumas parábolas, como a do Filho Pródigo e das Bodas de Caná, mas colocando uma protagonista feminina no lugar do homem e contadas em primeira pessoa pela personagem.



Em umas das cenas, ela diz "Nunca disse: cuidado com os homossexuais, transexuais e gays. Eu nunca disse isso, eu disse: cuidado com os autoindulgentes e os hipócritas, cuidado com aqueles que se imaginam virtuosos e proferem julgamento, aqueles que condenam os outros e se consideram bons. Seus lábios são cheios de bondade, mas seus corações estão plenos de ódio". Ao final, ela divide o pão e o vinho com o público presente, assim como Jesus fez com seus apóstolos na Santa Ceia. A versão original, estrelada pela autora Jo CLifford, esteve em BH ano passado, como parte da programação do FIT. No entanto, a dramaturga passou mal durante a apresentação e a apresentação não foi concluída.



O evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu será exibido novamente na sexta-feira (6/10), sábado (7/10) e domingo 8/10). A peça é uma das atrações da mostra Ocupação Transarte, realizada na Funarte, reunindo outras manifestações artísiticas voltadas para a visibilidade LGBT.

 

Veja também:

>> 84 bi: Temer aumenta rombo com aprovação do Refis para igrejas, empresas e clubes

>> Sobe para oito número de mortos após incêndio criminoso em creche

>> Júri absolve acusado de matar travesti por crime de ódio

>> Juíza do Trabalho diz que Brasil vive "momento de exceção" em carta a Boechat

>> Preso quando tentava entrar na Bolívia, Cesare Battisti vai depor nesta quinta

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Peça que revela "Jesus Travesti" é encenada com sucesso em Belo Horizonte
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!