• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019

Ator vem a público dizer que está vivo
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019

Felipe Neto cancela participação em evento após anunciar ameaça de morte

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > cultura > radionovela

Cultura - Radionovela

 

Quinta-feira, 30 de Maio de 2019

Os dias de Dostô (parte II)

Fiódor Dostoiévski da Silva - uma releitura do grande escritor russo
Fiódor Dostoiévski da Silva - uma releitura do grande escritor russo

O diretor de cinema, teatro, ator e roteirista Francis Ivanovich decidiu retomar uma arte comum aos ensaístas dos séculos XIX e XX, entre eles mestres como Machado de Assis e Lima Barreto, para o mundo da internet. Como? Escrevendo em capítulos novelas sobre o cotidiano. Aqui ele dá vida um personagem chamado curiosamente de Fiódor Dostoiévski da Silva, um carioca do subúrbio, e o conduz ao mundo atabalhoado do século XXI. Eis a segunda parte da história:



(Parte II)




Leia aqui a primeira parte da novela de Francis Ivanovich

A Filosofia nos ensina que o mito se opõe ao logos como a fantasia à razão. Quantas vezes, durante nossa conturbada jornada, não fantasiamos a solução mágica ou divina para os nossos tormentos? Quantos de nós já não sonhamos acertar sozinhos as seis dezenas redentoras? Ou encontrar a rara pepita de ouro sob os escombros da pobreza.


Dostô não encontrou carteira recheada com mil reais coisa alguma. Apenas imaginou que ao deixar o elevador, bem que poderia encontrar no chão do corredor o seu tesouro salvador. No entanto, no divã da vida, para os que ainda conservam a razão, a fantasia cede à realidade, e nossas dívidas e dores se apresentam sem pudor.

A fim de não ser despejado, Dostô caminhou decidido ao encontro do seu futuro credor. Na porta 903 a placa de acrílico anunciava: "Financeira Esperança". Enfiou a mão no bolso e pegou seu smartphone com a tela rachada. Digitou esperança no campo de busca. Surgiu a definição digital do Wikipédia:

"A Esperança é uma crença emocional na possibilidade de resultados positivos relacionados com eventos e circunstâncias da vida pessoal. A esperança requer uma certa perseverança - i.e., acreditar que algo é possível mesmo quando há indicações do contrário."

Ao entrar na sala encontrou dezenas de pessoas sentadas esperando para serem atendidas. Cada face exprimia uma preocupação. Dostô, sempre sensível e observador, após retirar sua senha, se pôs a tentar adivinhar que problema fazia cada um daqueles desgraçados estar ali se humilhando por um empréstimo com juros usurpadores.

Um velho constantemente esfregava o rosto, agoniado, angustiado pela demora, como se o tempo se esgotasse para algo que poderia comprometer sua existência. Dívida de jogo?

A mulher se abanava com uma revista, sentindo muito calor, apesar do ar condicionado estar nos 20 graus ambiente. Os remédios teriam terminado?

Uma bela jovem balançava nervosamente as pernas, enquanto deslizava apressada conversas na tela do seu telefone, mascando chiclete. Perdera o emprego?

Um rapaz tinha o olhar fixo para o painel eletrônico que exibia o número da senha a ser chamada, enquanto segurava o comprovante entre os dedos, abaixo de sua boca semiaberta. A pensão alimentícia do filho estaria atrasada?

A porta da financeira foi aberta, o vigia nada pode fazer contra os três homens armados que anunciaram o assalto. Dostô arrependeu-se de ter confiado na Esperança. Agora corria o real perigo de ser despejado da vida.

 

Veja também:

>> Professores gaúchos fazem homenagem a educadores no IFRS

>> Futebol: as duplas da seleção brasileira e os números que não mentem

>> Véio da 12: tio de Michelle Bolsonaro seria miliciano no DF

>> Bob Fernandes: Bolsonaristas se calam sobre dinheiro de Queiroz e patrimônio de Flávio

>> Papa responde carta de Lula e diz crer que o bem vencerá o mal

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Os dias de Dostô (parte II)
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!