• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

Caetano entrevista Manuela D'Ávila
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Terça-feira, 02 de Outubro de 2018

Globo X Record: nem nas pesquisas as emissoras combinam

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > cultura > novas mídias

Cultura - Novas Mídias

 

Sábado, 22 de Setembro de 2018

Democratização da Mídia segue sendo o tabu entre candidatos - vídeo

Pela pluralidade que o PT não deu em três governos
Pela pluralidade que o PT não deu em três governos

Boulos e Ciro Gomes e Fernando Haddad, em momentos distintos, insinuaram debater o fim do oligopólio da mídia no Brasil. Os dois primeiros tocaram no assunto durante debate entre candidatos na TV Aparecida. Já Haddad falou sobre o tema na sabatina promovida pela Folha de São Paulo. O oligopólio que é representado por seis famílias no Brasil, ocorre também na distribuição da verba publicitária oficial. Mesmo nos governos do PT, tais verbas foram distribuídas atendendo aos grandes grupos econômicos e deixando de fora pequenas iniciativas de jornalistas - muitas das quais acabaram por fechar as portas.

ver mais >>

Quarta-feira, 12 de Setembro de 2018

Do jornalista Hélio Fernandes sobre Haddad: compatível com o que o país precisa

Hélio Fernandes e seus mais de 80 anos dedicados ao jornalismo
Hélio Fernandes e seus mais de 80 anos dedicados ao jornalismo

Gosto de ouvir a experiência em momentos confusos, conturbados, controversos.

Nesta hora o olhar de quem vem de longe nos serve de estrada - e escada.

E por isso compartilho aqui a fala do monumental jornalista Hélio Fernandes:

- Haddad é um candidato altamente compativel com o que o Brasil precisa e espera.

ver mais >>

Domingo, 09 de Setembro de 2018

Morrem os jornalistas Luiz Carlos Mello e Amauri Mello

Luiz Carlos Mello: o adeus a Lulu
Luiz Carlos Mello: o adeus a Lulu

O jornalismo perdeu dois tremendos representantea. Luiz Carlos Mello e Amauri Mello - não, eles não eram parentes. O o Luiz Carlos Mello, o Lulu, ex-editor de Esportes do Globo e do Jornal do Brasil foi o cara que partiu nesta madrugada sem dizer adeus. Foi rápido e ligeiro como parece ser a vida. Pai de três filhos, muitos amigos, ele tinha como marca o bom humor, a leveza no trato com os que o cercavam e a paixão pelo Botafogo. Lulu deixou os filhos Georgeana (jornalista), Pablo (designer) e Bruno (cineasta).

Amauri Mello há tempos havia deixado de lado as letrinhas e virado fazendeiro em terras gaúchas. Teve um AVC há uma semana e não resistiu a passagem desta madrugada. Natural de Bento Gonçalves, terra do vinho, ele teve passagens no Jornal O Dia, Jornal do Brasil e O Globo, onde foi diretor.

ver mais >>

Domingo, 02 de Setembro de 2018

Jânio de Freias: milhões de contrariados com o TSE superam soma dos demais milhões

Erra quem olha para a conta quando se diz que Lula tem milhões
Erra quem olha para a conta quando se diz que Lula tem milhões

O decano Janio de Freitas, colunista da Folha, diz em seu artigo publicado neste domingo (2) que os milhões de eleitores que se decidiram pelos candidatos que não atendem pelo nome de Lula perdem em quantidade para os milhões a quem o TSE frustrou com sua decisão de impedir Lula e ignorar a decisão da ONU. Leia aqui.

ver mais >>

Quarta-feira, 29 de Agosto de 2018

Superada a polêmica, Queermuseu é sucesso de público no Rio

Tomaz Silva/Agência Brasil/Agência Brasil
Tomaz Silva/Agência Brasil/Agência Brasil

A firmeza com que artistas e a sociedade organizada encarou e enfrentou conservadores e evangélicos mostrou resultado. Enxotada de várias praças e com direito até a ameaças contra a vida de organizadores, a exposição Queermuseu estreou no Rio e o público prestigiou. Ela foi possível após um grupo realizar uma vaquinha virtual na Internet para viabilizá-la. Leia a reportagem de Vinícius Lisboa, da Agência Brasil.

ver mais >>

Domingo, 26 de Agosto de 2018

"Escritório do crime" existe ou é fake news?

Marielle teria sido assassinada por R$ 200 mil, segundo a notícia do Globo
Marielle teria sido assassinada por R$ 200 mil, segundo a notícia do Globo

Gustavo Gollo pergunta, neste artigo, a razão de notícia tão bombástica não ter sido aprofundada pelo próprio Jornal O Globo e não ter virado pauta obrigatória de outros jornais e TVs. Trata-se da denúncia de que um "Escritório do Crime", formado por policiais e ex-policiais, cobraria valores fixos para matar sem deixar pistas. E uma das suas vítimas teria sido ninguém menos do que a vereadora Marielle Franco, morta há cinco meses no Rio em um assassinato que abalou o país e que continua impune. Da mesma forma que chegou, sem muito estardalhaço, a notícia desapareceu. Gollo pergunta porque tal notícia, se foi meramente especualativa, não foi analisada pelos "auditores da verdade", os grupos de checagem criados pelos velhos jornalões.

ver mais >>

Pág. atual: 2/355
 
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!