• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Sábado, 15 de Dezembro de 2018

Castrinho é acusado de abuso sexual por Iris Bruzzi. Ele nega
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 05 de Dezembro de 2018

Após massacre ao cão, Masterchef omite nome do Carrefour do programa

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > cultura > novas mídias

Cultura - Novas Mídias

 

Segunda-feira, 11 de Junho de 2018

O Titanic Brasil em números do Datafolha

Fundo do poço: e vai piorar, segundo especulam pesquisados
Fundo do poço: e vai piorar, segundo especulam pesquisados

Desemprego, proteção política e jurídica, deterioração dos serviços públicos, precarização da Saúde e da Educação. O Brasil pós-golpe, ou o Brasil que a turma gritava que queria de volta, é uma decepção e não apenas para os atingidos diretamente: demitidos, obrigados a fechar empresas ou vítimas do resultado nefasto promovido pela degradação da sociedade - violência principalmente. O "Titanic Brasil", a cada dia mais visível, já pode ser aferido em números: 72% dos brasileiros pesquisados pelo Datafolha reconhecem que o golpe fez mal para todo mundo.


Os números foram divulgados nesta segunda-feira. Mas para não dar o braço a torcer, a velha mídia diz que a população reconhece a deterioração do quadro social e econômico "nos últimos meses". Talvez queira dizer nos últimos 36 meses.

Para traduzir o que representam 72% basta verificar o seguinte: são 7 em cada 10 brasileiros. Apenas 6% avaliaram que o quadro melhorou. Quem são? O que comem? Como se reproduzem? melhor não saber.

Em abril, quando o Datafolha tocou no assunto, a situação não estava ainda não evidente. Havia ali uma nuvem de fumaça: 52% avaliaram que a economia estava pior.

E se a situação já é ruim, não há otimismo no horizonte: 32% dos entrevistados creem que a economia vai piorar nos próximos meses. Vinte e seis por cento acreditam na recuperação - deve ser a torcida que tirou a camisa amarela, a da CBF, do armário.

Ainda segundo a amostra do Datafolha, 60% dos entrevistados dizem que o Brasil é um país ótimo ou bom para se viver. Esse índice era de 48% em abril.

Controle de preços

A pesquisa também indica que a maioria dos brasileiros desaprova paralisação e quer controle de preços do gás e do combustível.

68% é contra à atual política de reajuste de combustíveis adotada pela Petrobras, escorada na variação internacional do barril de petróleo e na cotação do dólar. Para esses, o governo deve controlar os preços dos combustíveis e do gás. Apenas 26% acham o contrário.

De acordo com o instituto, 69% dos entrevistados dizem que a greve dos caminhoneiros trouxe mais prejuízos do que benefícios para a população. 20% apontaram o inverso.

O instituto ouviu 2.824 pessoas nos dias 6 e 7 de junho. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

 

Veja também:

>> Globo proíbe jornalistas de opinarem sobre política

>> Questões sobre o Fascismo brasileiro - Por Cláudio Reis

>> Barganha para Lula deixar a prisão repercute

>> Greve dos rodoviários atrapalha a vida do carioca

>> Encontrado segundo barco que naufragou em Itaguaí

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
O Titanic Brasil em números do Datafolha
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!