• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quarta-feira, 10 de Julho de 2019

Racismo na TV:apresentador ofende o povo negro ao criticar Ibope - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > cultura > novas mídias

Cultura - Novas Mídias

 

Sexta-feira, 07 de Agosto de 2015

Lula e Lulinha também processam a Veja

Da Redação

O efeito Romário contaminou outros atingidos pela Revista Veja. Depois que o baixinho foi à Suíça e comprovou não possuir conta alguma no banco BSI, onde, segundo Veja, ele teria R$ 7,5 milhões guardados e escondidos da Receita Federal, chegou a hora da família Lula. O ex-presidente e seu filho, Fábio Luiz Lula da Silva, decidiram também pedir reparação moral e criminal contra o semanário da Editora Abril.

Os casos de acusação de mau jornalismo praticado pela Veja recrudesceram nos últimos tempos. Na quinta-feira (6), na sua conta no Twitter, o apresentador do Programa de Segunda, Marcelo Tas, disse que aguarda há nove anos o direito de resposta da revista que o acusou em 2006 de "receber dinheiro" de Lula para não falar mal do então presidente.

Leia aqui:
Veja assume erro contra Romário, mas só acreditou na versão do BSI

Tas parabenizou Romário por conseguir seu pedido de desculpas, mesmo que apenas na versão eletrônica da revista e de forma discreta (a Veja usou duas páginas impressas para atacá-lo).

A ação de Lula foi publicada pela assessoria de imprensa do Instituto Lula. Leia aqui:

Do Instituto Lula

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e seu filho, Fábio Luís Lula da Silva, abriram três queixas-crime contra autores de calúnias contra eles. Os alvos das medidas judiciais são o deputado federal Domingos Sávio (PSDB-MG), o prefeito de São Carlos, Paulo Altomani (PSDB), e os repórteres da revista Veja responsáveis pela reportagem de capa da edição de 25 de julho passado.

O ex-presidente é autor de queixas-crime contra Robson Bonin e Adriano Ceolin, repórteres de Veja. Eles são autores das reportagens de capa da edição nº 2436 da revista, em que pretensa reportagem afirma que uma delação premiada estaria próxima de envolver Lula na Operação Lava Jato. Aquele que seria o autor da delação, o empreiteiro Leo Pinheiro, negou integralmente as informações no mesmo dia da publicação de Veja por meio de nota de seus advogados, e o texto não expôs nenhuma evidência concreta para sustentar as afirmações difamatórias que publicou e divulgou com grande estardalhaço por meio de publicidade física e nas redes sociais.

Em relação ao deputado do PSDB, a ação se reporta às afirmações ofensivas feitas por ele em entrevista concedida em 9 de fevereiro de 2015 ao programa de rádio "Bom dia Divinópolis". Na ocasião, Sávio afirmou que o filho do ex-presidente enriqueceu de maneira ilícita e possui fazendas, o que não é verdade. A decisão de mover ação penal contra Sávio foi tomada depois que o parlamentar teve oportunidade de se retratar perante o STF, mas preferiu insistir em divulgar mentiras contra o filho de Lula.

Já o prefeito de São Carlos Altomani publicou mentiras em sua página no Facebook, dizendo que: "não é justo o Tesouro Nacional tirar dinheiro de nossa cidade para repassar ao BNDES para financiar por exemplo a empresa Frioboi, que pertence ao Lulinha, e que paga cachês milionários para o ator Tony Ramos para vender em rede nacional sua carne financiada com recursos de saúde educação limpeza publica etc" (sic). Por essas afirmações, Fábio moveu queixa-crime também contra ele.

leia agora a carta datada de 6 de novembro de 2006 que Marcelo Tas encaminhou à redação da Veja, endereçada ao diretor Eurípedes Alcântara, e que nunca foi respeitada pela Revista atendendo ao pedido de direito de resposta:

" Prezado Sr. Eurípedes Alcântara, Diretor de Redação da Revista Veja,
Na edição do dia 1º de Novembro (página 61, sessão "Veja essa", assinada por Julio Cesar de Barros), a Revista Veja publica uma nota intitulada "Blogueiro Chapa Branca" onde me acusa de ser "defensor do lobby que Fábio Luis Lula da Silva, filho do presidente da República faz no governo" do pai dele. Tal "defesa" ocorreria, de acordo com a revista, em troca de remuneração financeira.

Tais afirmações são falsas. Sua publicação em revista de alcance nacional constitui crime de injúria e difamação, ao conectar minha imagem, figura pública e reconhecida nacionalmente há muitos anos na TV e no jornalismo brasileiros, a um suposto esquema de favorecimento insinuado pela revista Veja, envolvendo o filho do presidente da República.

Em respeito aos leitores da revista é a presente notificação para solicitar que a revista publique nota, em espaço não inferior àquele ocupado pela nota injuriosa, esclarecendo as seguintes informações:

1. Ao contrário do que afirma a revista "Veja", jamais recebi qualquer dinheiro do filho do presidente da república ou de sua empresa Gamecorp.

2. O meu contrato de trabalho para apresentação do programa semanal "Saca-Rolha" é assinado com o Rede Bandeirantes de Comunicação; e não com a PlayTV como afirma a nota. E está vigor desde 2005; e não 2006, como afirma também equivocadamente a revista.

As afirmações difamatórias da revista Veja demonstram total desconhecimento do conteúdo do meu trabalho publicado no maior portal de internet do Brasil, o UOL- Universo On Line, há mais de três anos (www.blogdotas.com.br). Lá sou criticado e questionado por todas as tendências políticas. Principalmente por petistas que frequentemente utilizam a expressão "Tascano" para referir-se a mim, em clara afirmação (igualmente incorreta, mas nesse caso desacompanhada de qualquer insinuação de conduta indevida) de que eu seria partidário do partido "tucano" PSDB.

Esse fato demonstra que lamentavelmente a revista Veja sequer deu-se ao trabalho de apurar as informações antes de publicá-las.

Fico no aguardo de uma resposta e do cumprimento das solicitações acima, sem prejuízo de outras medidas extrajudiciais e judiciais que visem à reparação do dano causado.

Atenciosamente,

Marcelo Tas, jornalista e apresentador de TV"

São Paulo- SP

 

Veja também:

>> Foto rara do cantor Lenine chama a atenção na rede

>> Collor xinga Janot de "filho da p..." em discurso no Congresso - vídeo

>> Veja assume erro sobre conta de Romário, mas afirma que acreditou no BSI - vídeo

>> Terra demite 80% dos funcionários

>> Portugal pode ser "o paraíso" para brasileiros aposentados - saiba como ir e ficar por lá

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Lula e Lulinha também processam a Veja
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!