• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > cultura > novas mídias

Cultura - Novas Mídias

 

Quarta-feira, 09 de Setembro de 2020

Gregório Duvivier e a vocação do carioca para ser otário

Vergonha: o esperto é o trouxa da turma
Vergonha: o esperto é o trouxa da turma

O humorista e youtuber Gregório Duvivier desnuda publicamente a alma do carioca para apontar o indicador e dizer ao mundo: eis um otário!

Encastelado na fama de malandragem que vem do além, o carioca há tempos tem pagado mico diante do país. Basta ver o futebol, que leva décadas para levantar um título nacional ou internacional, onde figuramos lá no meio da tabela - a exceção foi no ano passado quando o Flamengo mostrou força, mas não chegou ao topo que jugou ser bem ali.



Eis o artigo publicado originalmente na Folha de São Paulo:

"Precisamos lidar com a terrível realidade. Por trás da fama autogerada de malandragem, o carioca é o otário do Brasil. Soa duro, eu sei. Mas enquanto nativo da Guanabara, posso garantir: não há ninguém mais ingênuo no país -quiçá no planeta.

Não faz sentido atribuir a corrupção dos nossos líderes à esperteza local. Os operadores nem sempre são daqui. Witzel veio de Jundiaí, Cláudio Castro nasceu em Santos, Queiroz é de BH. O ponto em comum: todos encontraram no carioca um alvo perfeito.

Todo golpista adora um malandro. Só quem se acha mais esperto que os outros entra num esquema de pirâmide. O carioca, por excesso de malandragem, cai em qualquer conto, do jogo do bicho à bitcoin, passando pelo frozen yogurt e pela teologia da prosperidade.

Por aqui se paga duas vezes mais caro por qualquer coisa: da pipoca ao aluguel. Alguém convenceu o carioca de que a zona sul fica na Europa, por isso o preço londrino do metro quadrado. Na política, a gente se põe como vítima de uma quadrilha, como se a democracia não fosse representativa. Ou o carioca não acredita na urna eletrônica ou ele precisa acreditar na própria estupidez.

Durante muito tempo tentaram culpar o resto do estado, como se a cidade estivesse sendo tragada pra miséria pelos seus arredores -sim, o carioca já se comportou como se fosse basco ou gaúcho e chegou a propor um movimento chamado Autonomia Carioca, cujo slogan era "não quero ver o Rio nesse estado".

A eleição do Crivella provou o absurdo dessa distinção. Crivella nem se esforçou pra enganar ninguém. Sobrinho de Edir Macedo, faltou à sabatina da Globo, obrigando a jornalista a entrevistar uma cadeira vazia. O malandro achou divertido. Votou na cadeira vazia. Hoje se mostra surpreso com uma prefeitura catastrófica.

Só me resta defender a Autonomia Carioca. A transformação do Rio em cidade-estado livraria o resto do país do peso morto de milhões de moradores que puseram o país no maior esquema de pirâmide jamais visto -por pura malandragem.
Foi o mesmo carioca que inventou o Bolsonaro. Apostou nele. Nos filhos dele. Foi a gente que olhou pra esse capitão limítrofe envolvido em rachadinha e falou: "voa, bruxão".

Mas agora tudo vai mudar. Eduardo Paes quer livrar o Rio da corrupção -numa grande aliança com o PSL. O carioca é tão malandro que acredita."

 

Veja também:

>> Argentina Conexão Brasil: sambista brasileira abre espaço musical na Argentina

>> PCdoB oficializa a candidatura de Orlando Silva à Prefeitura de SP

>> Dallagnol não é inimputável: CNMP finalmente decide punir procurador ex-Lava-Jato

>> Jogo armado: favoritos de Bolsonaro no Rio com problemas na Justiça

>> Mortos do covid-19 no Brasil já lotariam dois maracanãs: 126 mil mortos

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Gregório Duvivier e a vocação do carioca para ser otário
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!