• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 16 de Abril de 2019

Jornalista torturado pela milícia é tema do Conversa com Bial
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Sexta-feira, 12 de Abril de 2019

Danilo Gentili sofre nova condenação agora em processo de Marcelo Freixo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > cultura > música

Cultura - Música

 

Terça-feira, 24 de Julho de 2018

Polícia apresenta outros dois suspeitos de envolvimento na morte de Marielle

Imagens divulgadas pela Polícia Civil

Alan de Morais Nogueira e Luis Cláudio Ferreira Barbosa foram presos pela polícia do Rio de Janeiro
Alan de Morais Nogueira e Luis Cláudio Ferreira Barbosa foram presos pela polícia do Rio de Janeiro
Mais de quatro meses após a morte da vereadora Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Gomes, a polícia do Rio volta a levantar suspeitas. Os investigados da vez surgiram após ação da Delegacia de Homicídios. O policial militar reformado Alan de Morais Nogueira, conhecido como Cachorro Louco, foi preso na manhã desta terça-feira (24), acusado de ser um dos ocupantes do veículo em que estavam os assassinos da vereadora e do motorista. Além dele, também foi detido o ex-bombeiro Luis Cláudio Ferreira Barbosa. Ambos são suspeitos de integrar a quadrilha de milicianos chefiada pelo ex-PM Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando da Curicica.

Os dois foram presos por serem acusados da autoria dos homicídios de um PM e um ex-PM no sítio de Orlando, em Guapimirim, na Baixada Fluminense, em fevereiro de 2017, a mando do chefe da quadrilha de milicianos. Com essas novas prisões, a estratégia dos investigadores é desmobilizar o bando de Orlando da Curicica e, assim, resolver as mortes de Marielle e Anderson. Detido, Alan é peça importante na solução do caso, segundo avaliação da polícia.

Há dois meses a polícia apontou com estardalhaço a eventual participação de um vereador na morte da política do PSOL. O caso, pelo visto, não prosperou. Agora, ao prender por um crime e apontar como possível envolvimento em outro, parece que a polícia estaria economizando: tenta matar dois coelhos, portanto.

É isso!

 

Veja também:

>> Festival Lula: Gil e Chico confirmado

>> Por que a esquerda precisa se unir?

>> Gustavo Mendes: não há espaço para "isentões" no Brasil pós golpe - vídeo

>> "Pai de Neymar" ofende jornalista por causa de suposta festa na Copa- vídeo

>> Dia 25, esqueça livros na praça, metrô, padaria....

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Polícia apresenta outros dois suspeitos de envolvimento na morte de Marielle
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!