• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 17 de Maio de 2018

Eloisa Mafalda morre aos 93 anos

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > cultura > cinema

Cultura - Cinema

 

Quinta-feira, 15 de Março de 2012

Treiler oficial do Filme Heleno



Heleno de Freitas era o príncipe da era de ouro do Rio de Janeiro, os anos 40, quando a cidade era um cenário de sonho, cheio de glamour e promessas. Bonito, charmoso e refinado nos salões elegantes, era um gênio explosivo e apaixonado nos campos de futebol. Heleno tinha certeza de que seria o maior jogador brasileiro de todos os tempos. Mas a guerra, a sífilis e as desventuras de sua vida desviaram seu destino, numa jornada de glória e tragédia.

ver mais >>

Segunda-feira, 05 de Março de 2012

Conexão Jornalismo - "Estados Unidos do Brasil" e a subserviência tucana

Por Maurício Caleiro, no blog Cinema & Outras Artes:

Em um samba composto em parceria com Maurício Tapajós, o grande letrista Aldir Blanc contrapõe o Brasil – território lúdico-mítico de “Sertões, Guimarães, bachianas” e de “Jobim, sabiá, bem-te-vi” - ao Brazil – projeção ditatorial de um país subalterno e ignorante, condenado a imitar os modismos, a estética e o consumismo norte-americanos. Gravada magnificamente por Elis Regina, “Querelas do Brasil” tornou-se, se não um sucesso, um objeto de culto nacional.

Que me perdoe Aldir (cujas crônicas boêmias e malandras eu cultuo como a objetos de arte feitos do mais genuíno humor), mas a lembrança da música foi a primeira coisa que me veio à cabeça ao ver José Serra chamando o país que sonhou um dia governar de Estados Unidos do Brasil.

ver mais >>

Sábado, 03 de Março de 2012

Chamem as crianças pra sala 8 - Curupira - Uma animação brasileira

A primeira vez que se falou em Curupira no Brasil, oficialmente, foi em 1560. José de Anchieta revelava numa das cartas enviadas a Portugal que havia na floresta brasileira o mito de um menino travesso, cujos pés eram voltados para trás, e que enlouquecia os homens que se aventuravam na floresta fazendo-os se perder.
Tal menino, dizia o padre, surgia, do nada, trepado sobre um porco cateto, ora com machado, ora com uma tocha incandescente.
E a verdade é que dia após dia homens se perdiam na mata ou enlouqueciam. Não resistiam a arruaça que Curupira fazia com eles noite e dia, sem deixa-los dormir ou encontrar o caminho de volta.
Quase cinco séculos depois há quem continue acreditando que Curupira seja só um mito, uma lenda. Coitados destes céticos. Ainda vão se deparar com Curupira um dia desses.
* Da série Juro que vi.

ver mais >>

Sábado, 03 de Março de 2012

Festival de curtas da Vila Kennedy

O cinema pode mostrar que um bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro não é apenas violência. É o que pretende o arte-educador Guilherme Júnior com a criação do 1º Festival de Curtas da Vila Kennedy, que se realizará nos dias 16, 17 e 18 de março, no Teatro Mário Lago, na Vila Kennedy. Os filmes, de até 15 minutos, serão produzidos pelos moradores e por quem conhece o bairro, mostrando a realidade pacífica e cultural da comunidade. As inscrições podem ser feitas pelo endereço www.curtavk.blogspot.com , onde está o regulamento. Este vídeo foi produzido pelos organizadores do festival, com imagens mostrando moradores da Vila.

ver mais >>

Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012

O Artista fala mais alto e leva cinco estatuetas no Oscar

Leonardo Attuch _247 – Para que servem as palavras? Ou para que são necessárias quando se pode contar, sem elas, uma boa história, repleta de encantamento e magia? “O Artista” pode ser classificado como um dos melhores filmes de todos os tempos. E é ainda a maior homenagem prestada à sétima arte desde “Cinema Paradiso”, em 1998. Quem ainda não viu, vá correndo. E quem já viu, reveja.
Dirigido por Michel Hazanavicius, “O Artista” é um filme mudo que parece ser rodado como uma parábola de si mesmo. A história retrata a decadência de um artista, George Valentin, vivido por Jean Dujardin, e a chegada de uma nova estrela, Peppy Martin, interpretada por Berenice Béjo, quando o cinema mudo dá lugar ao cinema falado. Na vida, eterno movimento, tudo progride e se desenvolve. O velho dá lugar ao novo. E o público, como diz o diretor da companhia cinematográfica, tem sempre razão.

ver mais >>

Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012

Conexão Cinema - Tubarão, de Spielberg - o início da infantilização de Hollywood

Por Andre Barcinski - do Sítio fundação Maurício Grabois

Nenhuma grande surpresa no Oscar. Eu apostava numa divisão dos principais prêmios da noite, mas as vitórias de “o Artista” nas categorias filme, diretor e ator não podem ser consideradas zebras.
Se 2011 não ficará marcado como uma grande safra de filmes, pelo menos será lembrado como o ano em que o abismo entre o Oscar e o público americano tornou-se intransponível. Nunca houve um descompasso tão grande entre o gosto da Academia e o gosto do público.

ver mais >>

Pág. atual: 78/80
 
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!