• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Sexta-feira, 15 de Junho de 2018

Daquelas coisas inacreditáveis que ocorrem na música: Courtney Hadwin

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > astral > religião

Astral - Religião

 

Segunda-feira, 11 de Junho de 2018

Escola Quilombola no Rio é alvo de ataques racistas

Pichação e ameaça a alunos e professores
Pichação e ameaça a alunos e professores
Depois do caso envolvendo alunos do curso de Direito da PUC, que manifestaram racismo contra estudantes da UFRJ e UERJ, um caso que incomodava há muita gente, mas não era notícia, que ocorre em Angra dos Reis, finalmente vem à tona. A Escola Municipal Áurea Pires da Gama, em Angra dos Reis, sofreu um ataque racista na quarta-feira (6) quando ela foi invadida e pichada. Tinta vermelha foi espalhada, para representar sangue, e uma pichação na parede tenta intimidar no limite estudantes, professores e a direção: "Vão morrer!"


A escola fica em Angra dos Reis. De acordo com a líder comunitária e coordenadora da Associação de Remanescentes do Quilombo Santa Rita do Bracuí, Marilda Souza, os ataques começaram em 2015 quando a escola se autodeclarou quilombola.

"Desde que a gente começou a falar que a escola seria uma escola quilombola, ela começou a sofrer diversos ataques. Entretanto, o que assustou a comunidade, alunos, pais e professores, é que dessa última vez eles afirmaram que vão 'matar' todo mundo, ameaçando a diretora", relembra.

Os banheiros foram pichados com tinta vermelha, fazendo alusão ao sangue. Nas paredes, escreveram "vão morre (sic)". Além disso, quebraram materiais escolares e ameaçaram a diretora da escola. Marilda conta que a diretora Priscila Bahia sofreu ataques também por ser uma mulher negra.

Duas semanas atrás a escola já tinha sido invadida, mas não houve ameaça de morte. Já no ano passado, algumas salas foram incendiadas e houve tentativa de colocar fogo também na biblioteca.

A professora Martha Abreu, docente do departamento de História da Universidade Federal Fluminense, realiza projetos de pesquisa e extensão na comunidade. Ela conta como está o clima depois do episódio: "está todo mundo muito abalado porque foi uma violência muito grande e assustadora, com ameaça de morte à direção da escola e à comunidade como um todo".

Em nota, a prefeitura lamentou "o vandalismo com o prédio público e, mais ainda, a tentativa de intimidação aos profissionais". A Polícia Civil está investigando o caso e o Ministério Público foi também acionado.

Alunos e professores precisam de ajuda para manter a instituição
Alunos e professores precisam de ajuda para manter a instituição  


Com 822 estudantes do segundo ciclo, a escola quilombola é vista como uma conquista para comunidade. Reconhecido pela Fundação Palmares em 1999, o quilombo Bracuí espera até hoje a titulação das terras ser realizada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Localizada às margens da rodovia Rio-Santos, a comunidade quilombola de Santa Rita do Bracuí trava há décadas uma luta contra a especulação imobiliária do entorno para se manter nas terras dos seus antepassados.

Banheiro com tinta vermelha: quadro de filme de terror
Banheiro com tinta vermelha: quadro de filme de terror  


Com informações do Brasil de Fato

 

Veja também:

>> Globo proíbe jornalistas de opinarem sobre política

>> Questões sobre o Fascismo brasileiro - Por Cláudio Reis

>> O Titanic Brasil em números do Datafolha

>> As nove frases marcantes de Anthony Bourdain

>> Barganha para Lula deixar a prisão repercute

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Escola Quilombola no Rio é alvo de ataques racistas
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!