• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 13 de Agosto de 2018

Globo bate forte em Aécio Neves e Anastasia - vídeo
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 08 de Agosto de 2018

"Chandler Bing", de Friends, é internado às pressas nos EUA

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > audiência na tv

Audiência na TV

 

Terça-feira, 07 de Agosto de 2018

PT, PCdoB e a união contra a estupidez dos tempos sombrios

Leonardo Giordano e Márcia Tiburi
Leonardo Giordano e Márcia Tiburi
Por Fábio Lau

A união entre Leonardo Giordano e Márcia Tiburi (PCdoB e PT) na chapa que irá disputar a eleição para o governo do Rio é uma espécie de lírio que brota no esgoto em que se transformou a política Fluminense. Com a filósofa e escritora como cabeça de chapa, a esquerda faz um ensaio do que poderá se tornar o segundo turno caso um de seus representantes, contra todas as expectativas, consiga superar os dois candidatos que se apresentam à frente nas pesquisas: Romário, do Podemos, e Eduardo Paes, do DEM.



O Rio, desde a ascensão de Sérgio Cabral, mergulhou em um espiral de problemas que juntou repasse não controlado de altas somas de recursos, a título de investimento em eventos esportivos (Copa e Olimpíadas), e corrupção. O resultado prático é que hoje a administração pública está falida, dirigentes presos por desvio de recursos e carência financeira para atendimento de áreas essenciais como Saúde, Educação e Segurança Pública. O efeito colateral da gestão é que servidores públicos ficaram sem salários e até a Prefeitura mergulhou em séria crise financeira. Sem consumo não há arrecadação.

Assim, o próximo governante precisa ter, além de vocação administrativa, sensibilidade para atender demandas naquilo que é vital e que tem transformado o Rio em uma espécie de estado desértico do ponto de vista do bem-estar social: lojas fechadas, população insegura e crescimento da violência e da população de rua.

Além dos três candidatos (Tiburi, Romário e Eduardo Paes), estarão na luta pelo Palácio Guanabara Tarcísio Motta (PSOL), Anthony Garotinho (PRP), Dayse Oliveira (PSTU), Índio da Costa (PSD), Marcelo Trindade (Novo), Márcia Tiburi (PT), Pedro Fernandes Neto (PDT), Vinícius Farah (MDB), Wilson José Witzel (PSC).

Destes, Anthony Garotinho poderá se tornar inelegível por conta das ações que responde na Justiça e que já o levaram a prisão.

O Estado do Rio tem 17,7 milhões de habitantes e 12 milhões de eleitores. Eles correspondem a 8,4% do colégio eleitoral do país.

Em sua rede social, o agora vice na chapa do PT, Leonardo Giordano, falou sobre a união dos dois partidos no Rio:


Aos camaradas, amigas e amigos

Por Leonardo Giordano*

Sob a sombria quadra do golpe, grave crise econômica e ataques aos direitos sociais, com Lula preso e Marielle assassinada, em meio à intervenção militar que repete mais do mesmo na (in)segurança pública e crescimento do fascismo que exalta a violência e a estupidez, o PCdoB foi o partido que mais insistiu e fez esforços para construir uma unidade geral das esquerdas no Brasil e no Rio.

Com tantos motivos gravíssimos nos sobram as razões e o bom senso para ter desejado, desde sempre, que o campo dos humanistas e lutadores sociais esteja unido afim de enfrentar a fase mais difícil da história do país - e do estado. A dispersão é a insensatez irresponsável. Até quem não gosta e faz oposição aos comunistas sabe que para nós acima dos partidos estão o Brasil e seu povo.

Oferecendo as pré-candidaturas de Manuela e a minha o nosso Partido teve voz firme na demarcação de seu programa e bandeiras históricas de luta. E agora, ao construir a unidade possível inscreve seu programa próprio nacional-desenvolvimentista nas candidaturas que passa a apoiar no papel, em ambas, de aliado principal.

Atingiu-se esta unidade possível com a escolha de Manuela para vice presidente na chapa de Lula e, em espelho aqui, com a chapa do Rio liderada por Márcia Tiburi comigo representando nosso Partido na vice. Sob a imperiosa necessidade da união das esquerdas estas movimentações, na última hora, foram uma vitória para toda a resistência que sustentamos juntos nas ruas.

O Rio precisa retomar um projeto de altivo de desenvolvimento, tendo a geração de empregos e retomada do crescimento em seu cerne, conforme sempre dissemos. Assim poderá voltar a investir em áreas fundamentais como saúde, educação e cultura. Nenhum "medalhão da política" possui autoridade moral ou administrativa para trocar o rumo atual das coisas.

É muito feliz que Márcia Tiburi - a única candidata mulher destas eleições - seja esta figura capaz de romper com o ciclo do mais do mesmo e promover mudanças estruturantes em um estado que está viciado em repetições. É com energia e empolgação que passo a cumprir a tarefa dada por nossa direção consequente de fortalecer a aliança que oferece uma alternativa ousada, afirmativa e de luta, em um ambiente político que precisa ser radicalmente transformado.

Agradeço imensamente a honra imerecida de ter sido escolhido pela valente e histórica militância do PCdoB como seu porta voz - duas vezes - para candidato e agora para vice na chapa.

Agradeço imensamente as pessoas que me receberam com carinho na caminhada da pré-campanha, as que trabalharam, as que deram sugestões para o programa, as que tem real preocupação com o Estado do Rio e a situação de seu povo.

Gratidão é palavra insuficiente para descrever os afetos e generosidades que sustentaram cada passo dado até aqui.

Vamos juntas e juntos construir uma campanha onde o amor da nossa luta prevaleça sobre a ganância, o rancor e a estupidez dos tempos sombrios.

A unidade é a bandeira da esperança!

* Vice na chapa de Márcia Tiburi, Leonardo Giordano é vereador eleito por Niterói.

 

Veja também:

>> Relatório indica desaparecimento de 79 presos no país

>> E manobra confusa, PT dá a vice a Manuela D'Ávila, mas oficializa Haddad

>> PT e PCdoB anunciam aliança nacional e explicam nome de Manuela

>> 13 candidatos vão disputar as eleições presidenciais em outubro

>> MST fará caminhada no dia seguinte a possível veto de Cármen Lúcia

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
PT, PCdoB e a união contra a estupidez dos tempos sombrios
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!