• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > audiência na tv

Audiência na TV

 

Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019

PMs acusados de matar e desaparecer com corpo de engenheira são absolvidos

Patrícia Amieiro - foto de família - absolvição onze anos após crime bárbaro
Patrícia Amieiro - foto de família - absolvição onze anos após crime bárbaro
Por Fábio Lau

Gostaria muito de conhecer o perfil dos jurados que absolveram PMs acusados de matar e desaparecer com o corpo de Patrícia Amieiro. Quem seleciona e de que bairro vieram?

A decisão de absolver sugere que Patrícia cometeu suicídio há 11 anos e desapareceu o próprio corpo (isso é uma ironia!). O que aconteceu no TJ do Rio foi o exercício prático da "excludente de ilicitude" defendida por Moro, Bolsonaro e seus cúmplices.



O julgamento durou 20 horas e ocorreu onze anos após o crime. Era o mês de junho de 2008 quando a engenheira Patrícia Amieiro, 24 anos, tinha saído de uma festa no Morro da Urca e seguia para casa, na Barra. Na saída do túnel do Joá, o carro dela teria sido confundido com o de um traficante e os policiais atiraram no veículo. O carro se desgovernou e bateu em um poste. Mas o corpo da engenheira jamais foi encontrado. Especulou-se, à época, que os PMs, para fugir da responsabilidade de um crime de homicídio, tenham desaparecido com o corpo queimando os restos mortais ou jogando em algum lago.

Eram quatro os PMs envolvidos e submetidos a júri. Dois foram condenados a três anos de prisão e 60 dias-multa por fraude processual - teriam tentado alterar o local do homicídio. Outros dois policiais foram absolvidos.

Embora condenados, os policiais Marcos Paulo Nogueira Maranhão e William Luís Nascimento poderão recorrer em liberdade. Com relação a tentativa de homicídio, o júri votou pela absolvição de ambos. Também envolvidos no caso, os PMs Fábio Silveira Santana e Marcos Oliveira foram absolvidos.

Os advogados da família vão recorrer da decisão.

 

Veja também:

>> Caetano processa Olavo de Carvalho: R$ 2,8 milhões

>> Weintraub é convocado ao Congresso para revelar universidades que mantém plantio de maconha

>> Flávio Migliaccio e Débora Bloch são eleitos eleitos os melhores da TV em 2019

>> Calma: todos morremos e estamos no inferno

>> Lula vai deixar São Bernardo e mudar para Salvador

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
PMs acusados de matar e desaparecer com corpo de engenheira são absolvidos
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!