• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > audiência na tv

Audiência na TV

 

Terça-feira, 10 de Dezembro de 2019

Marco Feliciano é expulso do Podemos acusado de corrupção

Marco Feliciano e seu sorriso milionário que ficou amarelo
Marco Feliciano e seu sorriso milionário que ficou amarelo

Moralista, mão acusadora e autoproclamado um homem de Deus, Marco Feliciano, do Podemos, foi expulso da legenda. O motivo: acusação de corrupção e assédio sexual. Os temas, como se vê, muito distantes do perfil que gostava de cultuar. Ele, que migrou do PSC para a legenda controlada por Álvaro Dias, se deparou com a acusação de corrupção quando gastou dinheiro público para um suposto tratamento dentário que teria torrado R$ 157 mil. Mas não foi só isso: uma jovem jornalista o acusou de assediá-la sexualmente. Ela, que hoje mora nos Estados Unidos, acusou à época o filho do hoje presidente, Eduardo Bolsonaro, de fazer ameaças na defesa de Feliciano.


A decisão da exclusão do deputado, que é pastor da Igreja Catedral do Avivamento, foi tomada por unanimidade. Ela será anunciada oficialmente ainda hoje pelo líder da legenda, o prefeito de São Paulo Mário Covas.

"Parece-nos importante destacar que entendemos por desproporcional e pouco recomendado que em pleno ano de 2019 um parlamentar ainda se utilize de recursos públicos para fins particulares, vide o caríssimo tratamento (dentário) feito pelo representado e pago com dinheiro do povo", diz parecer do Conselho de Ética do partido.

A decisão, porém, ainda permite recurso. Feliciano terá três dias para recorrer. O fato é que ele, pela sua proximidade com Bolsonaro, já não é visto com simpatia pelos líderes do Podemos que quer instituir um partido de direita distante dos arroubos ditatoriais do presidente e seus seguidores. E Feliciano é visto como um representante e Bolsonaro na legenda.

O sonho do partido é atrair o hoje ministro da Justiça, Sérgio Moro, para que ele dispute a Presidência da República e enfrente o próprio Bolsonaro já em 2022.

Procurado, Feliciano divulgou uma nota e deu sinais claros de que não irá recorrer. Se segurou à boia mais próxima: Bolsonaro.

Leia a nota do deputado Marco Feliciano
Em relação a minha expulsão do Podemos, assim me manifesto:

1 - Ser expulso de um partido por apoiar o presidente Bolsonaro é para mim motivo de orgulho. Por isso aceito a decisão.

2 - Contudo, saliento que se tratou de um processo de exceção, onde sequer fui intimado a me defender.

3 - Os motivos elencados pelo partido para me expulsar são todos mentirosos. Afinal, se fossem verdade, teriam que expulsar quase todos os deputados federais, pois como eu pediram à Câmara ressarcimento de gastos em saúde.

4 - Nesse sentido, afirmo que jamais cometi qualquer irregularidade na minha vida pública, e quem disser ao contrário será devidamente processado civil e criminalmente.

5 - Por fim, deixo claro que tudo isso é uma trama do presidente estadual do Podemos, Mário Covas Neto, que colocou o partido a reboque dos interesses de seu parente Bruno Covas.

Dacar, Senegal, em 9/12/2019.

Deputado Marco Feliciano.

Vice-Lider do Governo no Congresso Nacional.

Mas o que se pergunta nas redes sociais é a razão de Feliciano, expulso por corrupção, se manter deputado. Afinal, o crime cometido foi durante o exercício parlamentar. Não seria fato de ser submetido às cortes superiores além do Conselho de Ética da Câmara? Sim. Claro que seria.

* NdaR - Um dos tópicos destacados por Marco Feliciano é de interesse geral. Se de fato parlamentares são reembolsados pelo Congresso - ou seja, por nós - isso se configura em algo grave. Por que não pagam Saúde se ao trabalhador é cada dia mais imposto que recorra a serviços privados por conta da degradação do serviço público? Já não bastam os privilégios como residência oficial, passagem aérea, verba de gabinete e um número infindável de assessores, motoristas e combustível?

 

Veja também:

>> Silvio Santos é chamado de racista após negar vitória a caloura negra - vídeo

>> Ivete Sangalo não recebe Witzel no camarim

>> PMs obrigam torcedora do Botafogo a remover faixa Anti-Fascista - vídeo

>> Apoiadores de Moro são brancos, sulistas e evangélicos, diz Datafolha

>> Mobilização contra demissão de 3.600 cobradores para as ruas de Porto Alegre

>> Crítica & Literatura: O minimalismo contra o prazer solitário

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Marco Feliciano é expulso do Podemos acusado de corrupção
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!